Categoria

CULT SESSIONS

ARTE em SC Pablo Atchugarry no BRAVISSIMA

O artista uruguaio Pablo Atchugarry, mundialmente famoso por suas esculturas abstratas, esteve no Bravíssima – condomínio verde exclusivo de casas e apartamentos na Praia Brava Norte, Itajaí, litoral catarinense.

Com obras em várias galerias mundo afora e marcando cidades como Punta e Montecarlo, Pablo Atchugarry criará uma escultura especialmente para o Bravíssima. Em sintonia com a vive cosmopolita dos mais bacanas projetos internacionais onde a arte tem espaço cativo.

A TOUCH OF ART

IMG_6140

Pablo Picasso

IMG_6141

Gehar Drichter

IMG_6142

Alberto Ehlen

IMG_6143

Jean Michel Basquiat

IMG_6144

Jean Michel Basquiat

IMG_6145

Michael Bauer

IMG_6146

IMG_6147

Cecily Brown

IMG_6151

Tegan Lloyd

IMG_6153

IMG_6163

John Paul Fauves

IMG_6165

Kerry Aemstrongart

IMG_6168

Kerry Aemstrongart

Será o tempo o maior de todos os críticos? É somente a partir de sua visita impiedosa que a capacidade de discernir o que é relevante ganha força e clareza. Mas, quanto a Arte Moderna, preferimos simplificar, respondendo a questões:

-Ela provoca, emociona?

-Gostaria de olhar pra ela todos os dias?

Hoje fizemos uma  seleção de obras de cores impactantes  que nos atraem , da natureza que torna mais feliz qualquer lugar.

BLACK MIRROR – O Desconfortável Reflexo da Tech-Addicted Sociedade Contemporânea num Futuro pra Daqui a Pouco

É quase uma aula moderna de estudos sociais assistir Black Mirror. Cada episódio aborda os efeitos colaterais da tecnologia,como se ela fosse uma droga nociva usada por nós-seres no âmago ainda dominados por emoções bárbaras- e manipulada  coletivamente num sufocante clima kafkiano. A mídia é outro obscuro espelho tóxico, onde o humor negro é mordaz e audaz.

black-mirror-a-sociedade-do-espetacuto-ozten-blog-1x01-750x413

Com diferentes graus de acerto, a série nos inquieta em capítulos constrangedores sobre uma realidade futura onde enxergamos, nitidamente, sombrios reflexos do agora.

black-mirror-s01e03-hdtv_-xvid-river-avi_001360160-e1325689553693

É a série mais provocadora e perturbadora que vi nos últimos tempos.

TEATRO NO RIO: A IMPORTÂNCIA DE SER PERFEITO

15_fha_rshow_perfeito

Se tem um programa que sempre tento fazer toda vez que vou ao Rio, é ir ao teatro. É uma cidade de artistas, e a cada peça me impressiono com a quantidade de talentos desconhecidos pelo grande público.

Escolhi “A Importância de Ser Perfeito”, uma livre e divertida adaptação em tom de farsa da peça de Oscar Wilde, que nos presenteia com o estilo mordaz das suas mais famosas máximas. Toda a concepção e direção é de uma criatividade hilariante ao transportar a Londres vitoriana para os tempos atuais, inclusive no original figurino.

A dupla de atores que interpreta as donas do afeto dos “perfeitos”, rouba a cena, num elenco onde todos brilham.

A boa e velha dramaturgia, bem encenada, que faz rir com deboche articulado. Se você tiver oportunidade de ver este espetáculo, aproveite.

STRANGER THINGS Captura a Vibe Juvenil dos 80

maxresdefault
Se você foi criança nos Anos 80 e vibrou com filmes como Goonies, E.T, Conta Comigo, assistir a recém-lançada série Stranger Things, na Netflix, vai ter gosto de infância, como reviver a década do sofá da sala.
Repleta de referências pop oitentistas, Stranger Things faz aquela atmosfera afetiva dos 80 ganhar ainda mais sentido se você tem filhos ou sobrinhos entre 8 a 13 anos, que possam te acompanhar nessa sessão da tarde que já nasce cult.

strangerthingsthumb1jpg-6ab18a_1280w

103009rjpg-6aae7c_765w
A atuação das crianças, como em todo filme do Spielberg da época, é sensacional. Uma das únicas protagonistas adultas é vivida por Winona Ryder (ótima), atriz ícone da geração 80. Aventura, ficção, mistério, todos os deliciosos clichês entre amizade e romance na pré e adolescência, que parecem tão pueris vistos em 2016, mas, acredite, despertam o interesse da galerinha jovem de hoje por serem universais.

Stranger Things

NOVOS ROSTOS FEMININOS para HOLLYWOOD

gxl_524ac337-e614-48da-b54d-09950aa613db

aBrie-larson-gq-breakout-stars-2015-1-475x560-1 copy

Daisy-Ridley-Interview-0-103020151

Alicia Vikander (27), Brie Larson (25), Daisy Ridley (23), mesmo as duas primeiras oscarizadas ontem, respectivamente Atriz Coadjuvante e Atriz Principal, ainda não nos familiarizamos nem com seus rostos nem com seus nomes. É a voraz busca incessante do cinema por novos astros e estrelas, numa volúvel e impiedosa indústria onde existe muito mais talento do que filmes e personagens dignos deles.

TimeOuttake1

entertainment-cover-stars-2014-03-shailene-woodley-14

Jennifer Lawrence, ou JLaw, 25 anos, já parece uma veterana com sua impressionante força dramática, estatuetas e indicações, um estupendo sucesso de público e crítica. Shailene Woodley, 24, ostenta no currículo tanto a bilheteria da saga divergente, quanto indicação ao prestigiado Globo de Ouro.

Alicia-Vikander--f_2715397a

A sueca Alicia Vikander, é o novo hot ticket, mostrando uma inteligente versatilidade em várias produções atuais (Ex_Machina, A Garota Dinamarquesa). Se perdurará através do carisma e arte de uma Natalie Portman, só o tempo dirá. Mesmo ainda sem estilo definido – o péssimo vestido amarelo da LV não ornou com sua personalidade – Alicia compareceu a cerimônia do Oscar combinada a algo bem mais admirável: o sexy-cool ator Michael Fassbender, também indicado ao Oscar, com quem contracenou no recente The Light Between Oceans. Foi o casal flash do Oscar 2016.

E, quem é mesmo Daisy Ridley? A estreante inglesa que roubou a cena no último Star Wars. Parece que a força está mesmo com as jovens atrizes.