Categoria

Filme

NOVOS ROSTOS FEMININOS para HOLLYWOOD

gxl_524ac337-e614-48da-b54d-09950aa613db

aBrie-larson-gq-breakout-stars-2015-1-475x560-1 copy

Daisy-Ridley-Interview-0-103020151

Alicia Vikander (27), Brie Larson (25), Daisy Ridley (23), mesmo as duas primeiras oscarizadas ontem, respectivamente Atriz Coadjuvante e Atriz Principal, ainda não nos familiarizamos nem com seus rostos nem com seus nomes. É a voraz busca incessante do cinema por novos astros e estrelas, numa volúvel e impiedosa indústria onde existe muito mais talento do que filmes e personagens dignos deles.

TimeOuttake1

entertainment-cover-stars-2014-03-shailene-woodley-14

Jennifer Lawrence, ou JLaw, 25 anos, já parece uma veterana com sua impressionante força dramática, estatuetas e indicações, um estupendo sucesso de público e crítica. Shailene Woodley, 24, ostenta no currículo tanto a bilheteria da saga divergente, quanto indicação ao prestigiado Globo de Ouro.

Alicia-Vikander--f_2715397a

A sueca Alicia Vikander, é o novo hot ticket, mostrando uma inteligente versatilidade em várias produções atuais (Ex_Machina, A Garota Dinamarquesa). Se perdurará através do carisma e arte de uma Natalie Portman, só o tempo dirá. Mesmo ainda sem estilo definido – o péssimo vestido amarelo da LV não ornou com sua personalidade – Alicia compareceu a cerimônia do Oscar combinada a algo bem mais admirável: o sexy-cool ator Michael Fassbender, também indicado ao Oscar, com quem contracenou no recente The Light Between Oceans. Foi o casal flash do Oscar 2016.

E, quem é mesmo Daisy Ridley? A estreante inglesa que roubou a cena no último Star Wars. Parece que a força está mesmo com as jovens atrizes.

EROTISMO na Tela em Transe

IMG_8471

O cinema nunca foi expert em nos apresentar obras  sensualmente excitantes. A maioria dos filmes com  o erotismo como fio condutor, nos guiou por um labirinto de fantasias e fetiches, onde o  prazer as vezes é tortuoso e o gosto duvidoso.
Em poucas histórias é permeável e quase palpável a magnética força erótica que envolve uma relação amorosa. Pensando sobre o recente e polêmico Love, relembrei alguns filmes intensos-onde o relacionamento a dois foi o ponto de partida – que marcaram além do escuro do cinema.

  • O Paciente Inglês

 

maxresdefault-1

Ainda que por demais breves, ele  contém algumas das mais sensuais cenas do cinema.

  • A Insustentável Leveza do Ser

292328_473157682697532_891087882_n

Tomás, Sabina, Teresa… Tomás. Até os maiores sedutores podem se perder de amor.

  • Henry&June

7f1b80dc71ef9734e6af4ab5b15e7a05

Se você encontrar um figurino mais sensual do que esse, avisa a gente!

  • 91/2 Semanas de Amor

912semanasdeamor_kimbasinger_03

Faça um teste, mesmo quase 3 décadas depois (?!!!), ele ainda segue no topo dos jogos eróticos mais deliciosos do cinema. Quem viu e não quis improvisar algum?

  • Loucos de Paixão

e4adcf697392da3362fe43aed493cc5f

Vi a muito, muito tempo. E lembro que gostei demais. A química da paixão une os mais improváveis amantes.

  • O Império dos Sentidos

IdS01

Um genuíno cult erótico da Sétima Arte. Obsessão da carne.

  • O Último Tango em Paris

13

Polêmico e proibido em alguns países na época (parece que Bertolucci foi impedido de votar por 5 anos por tê-lo filmado!), tem aqui sempre seu lugar de honra por seu apelo transgressor.

  • Diário de Uma Paixão

IMG_9541

A cena de beijo mais ardente do cinema anuncia a arte de filmar o verdadeiro ato de fazer amor. E a gente fica querendo mais!!!

CULT SESSIONS LOVE de Gaspar Noé SEXO COM AMOR no Cinema, ainda um Tabu?

LovePosterCannes

Não que LOVE  seja um daqueles filmes  que condensem emoções insuspeitadas, objeto de culto a prova do tempo, mas causar uma discussão sobre cenas de sexo realistas num filme com contexto romântico é, mesmo estando em 2015, algo provocante.

Untitled-1
Um estudante de cinema americano vive uma relação intensa com direito a triângulo amoroso na França. Flashback de uma paixão.  A abertura de Love já começa detonando esteriotipos, com foco na nudez masculina. O cineasta argentino Noe Casper – de Irreversível, um filme que revolve entranhas, entrega dessa vez polêmica embalada em imagens de erotismo que arrebatam pela naturalidade. Mas não espere filosofias anti ou pos climax,  a força inovadora do francês Love talvez resida em filmar algo tão universal e tão íntimo sem filtros. Não é um alívio assistir sexo e amor juntos, sem as artificiais coreografias mecânicas dos pornos?

CLUBE DO FILME Relatos Selvagens, de Damían Szifron

Relatos Selvagens

Acaba de estrear para o formato de “filme em casa” Relatos Selvagens, candidato Argentino ao Oscar também selecionado em Cannes, com produção de Pedro Almodóvar e ácidas doses de humor negro e crítica social. Dê o primeiro chilique quem não se identificar com pelo menos 1 das 6 histórias relatadas em atuações tão sutis quanto explosivas. Situações-limite ou aparentemente banais, que culminam em soltar nossas ferocidades humanas, camulfladas por um volátil verniz de civilidade. Elenco afiado, direção e roteiro afinadíssimos: você está esperando o que para assistir?

CLUBE DO FILME Um Momento Pode Mudar Tudo, com HILLARY SWANK

Desde que vi Hillary Swank em Menina de Ouro, filme de um dos meus cineastas preferidos, Clint Eastwood, fui tomada pela força interior dessa atriz que passa uma integridade única. Já tinha ficado impressionada por Garotos Não Choram, e seus dois Oscars por essas atuações premiaram uma artista nascida para atuar. Na filmografia de Hillary, papéis com maior ou menor grandeza, mas, quase invariavelmente, histórias com conteúdo, que merecem ser contadas. Difícil se decepcionar com suas escolhas.

filme

Acabei de ver o último filme dela, lançado em vídeo, Um Momento Pode Mudar Tudo. O tema é dos mais trágicos – lidar com uma doença degenerativa no auge de uma vida perfeita. Não resisti e peguei por Hillary. Uma perspectiva tocante, genuína, mas que ao invés de nos entregar desespero, nos marca com sensibilidade e leveza. A vida não é justa. E por mais que esteja errada, ainda abre possíveis brechas para que a gente vivencie o poder transformador de novas formas de amor.

SUGESTÃO DO CHEF A 100 PASSOS DE UM SONHO

Captura de Tela 2015-06-10 às 22.21.24

Foto-e4-the-hundred-foot-journey-04-superchefs
Filme com uma mistura de ingredientes tão deliciosa e bem-humorada, que faz a gente se perguntar  porque não fazem mais receitas assim. Entre caldos culturais e a mais pura paixão pela culinária, dois personagens com atuações dignas de estrelas Michelin, dão o ponto certo: o patriarca indiano e a administradora do restaurante de alta gastronomia francesa. Satisfação garantida.

filme-feira-principal

Foto-e2-filmes_9540_022041.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx