Categoria

EMBARQUE IMEDIATO

EMBARQUE IMEDIATO

EMBARQUE IMEDIATO – LÍBANO

Imagens anônimas de uma viagem ao Libano ficaram impressas em minha mente, instigando descobertas de outras culturas em uma cidade limpa, planejada e misteriosa… Lembro de jogar no ar que gostaria de conhecer… e como tudo é energia, um belo dia fomos convidados para um casamento em Beirute.

Não um casamento estilo Destination Wedding, que você escolhe um lugar aleatoriamente, mas um casamento genuinamente  libanês, o que nos deixou ainda mais entusiasmados a confirmar o RSVP.

À primeira vista ruina das guerras e conflitos, mas fique atento, são apenas vestígios. O Libano te surpreende a cada instante.

 

O Líbano é surpreendente mesmo, um povo forte, que não perdeu a generosidade, conflito após conflito, e que vem se reerguendo de forma moderna e planejada sem perder as raízes e a sua história. É admirável!!

Embora nem tudo sejam flores, além  daquelas imagens alheias congeladas – hoje não a chamaria de cidade limpa – há também muita pobreza e muitas vezes a falta de um refinamento velho mundo, principalmente quanto aos detalhes, ainda assim retornaria agora. Tivemos pouco tempo para explorar, perder, encontrar e aprender. O país tem uma geografia privilegiada, lugares incríveis, inesquecíveis obras-primas da natureza.

E mesmo que o tempo tenha sido curto dessa vez, tínhamos boas dicas e fomos certeiros, abaixo nossas melhores descobertas:

**Dica V+: Beirute mudou e vem mudando muito nos últimos tempos, procure por dicas atuais, bairros inteiros se modificaram, e aquele lugar que era hype, pode nem estar mais no mapa.

Onde Ficar:

Mesmo que você queira conhecer outras regiões do Libano, a menos que seja a praia ou a estação de esqui; que talvez seja bacana passar uns dias; hospede-se em Beirute, mais cosmopolita e ponto estratégico de partida para as mais variadas atrações. No Líbano roda-se o pais em menos de um dia.

Phoenicia Hotel

 

Four Season Hotel

 

Le Gray

 

Hoje a área mais bacana é DownTown, que foi quase que completamente destruída nos últimos conflitos, e vem sofrendo intervenções mais que bem-vindas e se tornando O LUGAR. com os principais hotéis e lojas. Hospede-se nos arredores, nós ficamos no tradicional Phoenicia Hotel, com uma vista da marina de tirar o fôlego. Próximo a ele, também indicaria o, clássico e com a mesma vista. E ainda o Le Gray, mais moderninho, com vista para a Mesquita ao invés marina.

**Dica V+: Não deixe de provar os novos sabores no café da manha.

Não sei o nome dessa comida, mas ela me acompanhou em todos os cafés.

 

Onde ir em Beirute:

  • Pidgeon Rocks

A Pidgeon Rocks vale a visita, a visão é linda, fica em uma área da orla de Beirute, chamada de Corniche, o que seria considerado a Copacabana deles. Ali há vários edifícios residenciais bacanas, mais antigos, uma área que viveu glamour. Vá de taxi até lá, desça, aprecie, registre e entre no taxi de novo rumo a outras paragens.

  • Mohammad El-Amin Mosque

A mesquita fica bem no miolinho de DownTown. Aproveite e caminhe nos arredores, nas ruas entre história, presente e futuro.

  • Souks

É um shopping que só por ele já é parada obrigatória, uma construção moderna, aberta, que integra rua, lojas e até ruínas em sua área.

  • Marina

Uma volta na bela marina, um passeio para se sentir parte da cidade. Aproveite e  tome um suco de romã feito na hora, uma especialidade deliciosa. Se for próximo do almoço, pare no Pomodoro, são muitas as opções, a gente fica um pouco em dúvida , mas tentamos a sorte e ela nos sorriu, um almoço gostoso em um ambiente despretensioso e agradável, enquanto observamos a cidade se movimentar. Melhor ainda, se for uma manhã de domingo ensolarada.

Onde ir nos arredores:

**Dica V+: Para fazer os passeios bate-volta indicamos um motorista, o MOHA (+961 70 300 870), que foi uma das nossas melhores descobertas. Libaneses dirigem insanamente e não me aventuraria a alugar um carro.

  • Gruta de Jeita e Byblos

O passeio que mais gostamos foi o da Gruta de Jeita e Byblos, que podem ser feitos no mesmo dia, não perca por nada! Comece o dia pela Gruta, que é de cair o queixo de tão grandiosa e linda, provavelmente a mais linda do mundo, e daqueles lugares que não se explica, tem que ser visto. O passeio é feito a pé na parte mais alta da gruta e de barco pelo rio subterrâneo. De lá siga na direção de Byblos, nós indicamos uma parada estratégia antes para o almoço no Mhanna Sur Mer, um restaurante grandão debruçado sobre o mar, onde a falta de charme é compensada pela vista. Sente na área externa. Um pouco antes do por-do-sol siga para Byblos, a cidade mais antiga ainda habitada do mundo. Tem ruínas até da pré-história bem no meio da cidadezinha. Ela é litorânea, pequena e um charme, aprecie o por-do-sol, se perca pelas ruelinhas, e fique para um drink.

  • Baalbek

Se você tiver tempo, vá conhecer Baalbek, o passeio demora o dia todo, mas quem vai volta fascinado. Lá estão as ruínas romanas mais impressionantes do mundo.

**Dica V+: Não perca tempo com os Cedros, não conheci uma pessoa que realmente tenha gostado do passeio. É super longe, de difícil acesso e sem atrativos. Eu diria o mesmo para os vinhedos, nesse caso tem atrativo, mas acho que dependendo do tempo de viagem, vale mais conhecer Beirute melhor. Agora, se mesmo assim quiser conhecer, vá direto na Chateau Kefraya para uma degustação.

Onde comprar:

  • LE66 loja super cool Parisiense, que tem apenas uma filial fora de Paris, em Beirute.
  • Room One, vale dar uma olhada, me chamou bastante a atenção.
  • PLUM uma multimarca cheia de estilo.

Onde provar:

Dica V+: Não dei de provar a Shisha no Libano, eles são profissionais.

  • Em Sherif

Você está no Libano e nada mais justo que provar os sabores típicos no melhor restaurante tradicional da cidade, do tipo, tem que ter na lista! Só não se assuste com a quantidade de comida, é um povo farturável, e especialista em empilhamento de pratos.

  • Burgundy Wine Bar

Daqueles restaurantes que são uma experiência gastronômica: lugar pequeno, aconchegante, intimista com cozinha autoral.

  • Centrale

Esse é para marcar em uma sexta ou sábado animado!!! O restaurante tem duas áreas, uma externa para as noites quentes, onde sentamos, e uma interna moderninha. A comida francesa gostosa, não extraordinária. Se perguntando porque continua aqui na nossa seleção?! O lugar badalex, teve o prédio reformado mas manteve os tiros na fachada, em sua área interna, no teto, é possível ver um tubo preto de metal. Em uma das extremidades um elevador oval te transporta para um bar, dentro desse tubo, tá acompanhando?! O bar é hiper cool, música da melhor qualidade e drinks especiais. Para conhecer uma outra Beirute, a cosmopolita.

  • Gilt

Restaurante ao lado do Burgundy, não chegamos a provar, mas passamos em frente e ficamos na vontade, o decor é bacaninha e descolado.

  • Liza

Encontrei ele pelo decor, que simplesmente me apaixonou, então li que era uma versão mais atual da comida libanesa, e pronto estava convencida. E não podia estar mais certa, o lugar é ainda mais lindo do que nas fotos! Atendimento diferenciado, pessoas bonitas, bem vestidas. Todo aquele charme que senti falta em outros lugares da cidade. E a comida, simplesmente espetacular, de tal forma que indico tudo que provamos:

Kharouf bi khams bharat (arroz de cordeiro), Kreidiss zanjabil (camarão com gengibre, lemon e pimenta), Fattouche salada, Rakakat jebne (rolinho de queijo) e o Kebbe nayye. Só de lembrar me da vontade de voltar, esses sabores deixaram saudade e gosto de quero mais!

Deixo aqui meu muito obrigada ao casal que nos convidou para celebrar com a família o amor, dentro dos seus costumes e cultura, tão rica e festiva. Foi um prazer imenso fazer parte desse momento e conhecer o novo. 

Ah, eu peguei o buque!! E antes que você duvide, fiquei noiva três dias depois. Mas isso é para um outro Embarque Imediato, aguarde!!

 

Califórnia EMBARQUE IMEDIATO

QUANDO em LA The Apartment by The Line Onde Comprar um Estilo de Vida

Em busca de design e de peças transpiram estilo de vida genuíno?

Que tal uma experiência de compra mais real? Vá conhecer o The Apartment by The Line (referencia em design online, de Vanessa Traina, darling dos fashionistas de NY).

Do sabonete líquido ao mobiliario- tudo está disposto de forma particular como se estivéssemos entrando no apartamento de um amigo de gosto apurado, onde tudo faz sentido e onde os objetos contam uma história de intimidade, que nos fazem esquecer que estão à venda, mesmo com a vontade imediata de recebê-los em nossa própria casa.

Califórnia DESTAQUE EMBARQUE IMEDIATO

CALIFA TRIP California 7 dias L.A to S.F

Quando fomos para o Hawai com a família do meu noivo (sim, agora é noivo, no próximo embarque imediato conto mais!) , aproveitamos para conhecer um pouco da Califórnia, combo perfeito entre a rota certa e um destino que queríamos conhecer.

Sete dias é pouco para todos os “california ways”,  mas foi tempo suficiente para ter uma idéia geral, sentir a vibe  e conhecer muitos lugares bacanas.

Lá vai um pouco desse destino-estilo de vida, influenciador do que é ser jovem agora. Já aviso que vamos voltar com mais entrega easy de ser, seja pelo Vale do Napa que não tivemos tempo, San Diego, ou Santa Barbara que mal conhecemos.

L.A

Por ouvir falar, minhas expectativas a respeito de L.A, eram de uma cidade super cool, com um povo descolado, uma vibe de praia na cidade, interessante, esportista, nerd e divertida, um oásis de paradoxos.

A realidade?! Pelo menos para a gente, foi de uma metrópole que se espraia em imensidão de sonhos e frustrações entrelaçados, daquelas que só se sobrevive de carro em universos que parecem paralelos, como o das inevitáveis Patricinhas de Beverly Hills, da turistada no píer de Santa Monica, dos vida louca em Venice Beach, do sangue novo em Venice, do famous people em Malibu… L.A das praias que não tem cara de praia, exceto Malibu, que se não fosse o ar gelado vindo do oceano, me arriscaria a um mergulho.

L.A justaposição de mundos contrários – ou complementares? A cidade dos anjos não é fácil, é complexa, desconexa, é um roteiro onde cabem todos os gêneros, por vezes envolvente, em outras distante. DIVIDIMOS com vocês todos os spots que nos fariam voltar:

Onde Ficar

Escolha a região pelo seu perfil, vontade… enfim, L.A é diversa e grande. Meu cunhado adora L.A e pra ele que surfa, Santa Monica é o lugar.

Para minha sogra que prefere um passeio pela Rodeo Drive, o escolhido depois de algumas pesquisas, foi o Wilshire Beverly Hills, onde nos hospedamos, o mesmo hotel do já clássico filme Uma Linda Mulher. É super bem-localizado, mas embora tenha acontecido algumas reformas, ele praticamente parou no tempo, um tempo do qual não temos saudades. Dos hotéis que conhecemos, ficaríamos no SLS, ou no The Line, ambos mais modernos, descolados e próximos.

SLS

The Line

Como se locomover

Como tudo é espalhado, vale muito alugar carro, mas se você preferir um profissional, adoramos e super indicamos o Bamdad (310) 866 7639.

Para Almoçar

The Ivy

Nosso primeiro almoço foi no The Ivy, velho conhecido até mesmo de quem nunca esteve por lá, dada a fama e o jeito único. Impossível exportar, importar, replicar ou copiar. O lugar é um charme a La Italia, estilo jardim da nona, porcelanas lindas, rosas frescas, limões sicilianos, tecidos estampados, cor. Um convite para o almoço em um lindo dia, de preferência na varanda, vendo o movimento, e o público interessante que frequenta. A comida, italiana, chiaro, e nesse cenário, secundária, mas os drinks, algo a explorar.

Restaurante do Chateau Marmont

E já que estamos falando de clássicos, que tal almoçar no jardim do lendário e icônico Hotel Chateau Marmont, não fomos, falta de tempo, mas ainda iremos, só para nos sentirmos astros.

Gjelina

Visto a old fashion L.A, hora de conhecer os moderninhos, bola da vez. Algo como o Gjelina, quente nas mais diversas listas, hotspot de Venice para ver e ser visto, de jovens com ar cool a celebrities, e de quebra comer uma pizza deliciosa, sim, na pop L.A a cozinha é a verdadeira estrela do show.

The Tasting Kitchen

Ou o The Tasting Kitchen, hype com decor muito bacana e um ar mais leve, conhecido pelos seus coquetéis e o famoso brunch de fim de semana.

Soho House Malibu

Agora, se você tiver a oportunidade de se sentar no Parador do Soho House Malibu – apenas para membros, não à perca, e nem pense na comida, o lugar é maravilhoso!!!

Para Comprar

Rodeo Drive

A Rodeo Drive é linda! Nunca me imaginei admirada por uma rua de compras, mas nenhuma é tão limpa, clean, bem bolada e cuidada como a Rodeo, sem falar que não há multidões, tem pessoas passeando sem urgência, vendo as vitrines e comprando com calma e sutileza.

Abbot Kinney

Já a Abbot Kinney em Venice, não tem esses predicados todos, mas é um sopro de novidade, criatividade e vida, inspiração para os nossos dias, pena que seja tão curta! Ah, vale uma paradinha na Salt & Straw para um sorvetinho incrível.

Country Market Malibu

O Country Market Malibu, é um shopping pequeno, e longe, por ser em Malibu, mas vale em dois momentos, para matar tempo até o horário do jantar/sunset ou para encontrar moda made in L.A, com achados ótimos e muito estilo.

Deus Ex Machina

Para os homens, aficcionados por velocidade sobre duas rodas, e surfers, com todo o estilo que envolve esses esportes, não podem deixar de conhecer a loja Deus Ex Machina, em Venice. Muito style, com acessórios super bacanas, motocicletas e pranchas para lá de cool.

DICA Vicky S. – Kelly Wearstler Store

Kelly Wearstler é uma das designers de interiores que mais gosto no mundo, e ela tem uma loja em L.A, em uma rua que vale caminhar no lado oposto (próximo da Kelly parece que todos se mudaram), mas vale muito dar uma esticada até lá, o problema é querer comprar suas peças esculpidas em mármore, verdadeiras obras de arte, e ter que carregar. (8440 Melrose Ave, West Hollywood.)

Outras

Outras lojas que valem a visita são a Opening Ceremony, fenômeno cult de NY em Los Angeles. (451 N La Cienega Blvd, West Hollywood). A Rachel Comey, também direto de NY para LA (8432 Melrose Pl, Los Angeles). A Frederics Morgenthal, loja de óculos hiper cool que adoramos em Miami. A papelaria Peper Source próxima a Rodeo Drive. A Rolling Greens com peças de decor fresh, no melhor estilo Simple Style. E a loja de decor ao lado do The Ivy, com curadoria e estilo do próprio.

Para um programa Cult

J. Paul Getty Museum

O J. Paul Getty Museum vale por ele em si, o museu é lindo, com jardins encantadores e uma vista privilegiada, já o acervo não tão empolgante, pelo menos na nossa visita, mas rende uma manha agradável e belas fotos.

Para Jantar

Preste a atenção nos horários, tudo na Califórnia é cedo, não se atrase.

Bazaar de José Andrés

Vá no Bazaar de José Andrés, um dos restaurantes mais bacanas que já fui, não conhecia o de Miami, uma filial, e nem sabia como funcionava, então foi uma feliz surpresa. O restaurante fica no SLS, aquele hotel que gostaríamos de ter nos hospedados, e funciona praticamente na recepção, ou melhor, “piazza interior” concebido por Phillipe Starck, uma espécie de lounge onde há também um bar, patisserie e uma loja. O lugar e a comida são sofisticados, com uma pegada lúdica. O jantar quase mágico, onde nada do que se espera realmente é, mas tudo é ainda melhor do que se imagina. Fomos de menu sugerido, o preço é salgado, mas é daquelas experiências que deliciosamente surpreendem. Se for pedir por conta própria não deixe de provar os algodões-doce de foie gras, algo inesquecível.

NOBU Malibu

Prepare-se para estar lá na hora do por-do -sol, esse é o Nobu mais interessante do grupo, seja pela praia em frente, as lareiras externas, o decor, a turma bonita que frequenta, o movimento, tudo é ideal. Uma sugestão, sente na área externa, se tiver muito frio opte por mesas próximas as janelas e peça pelo Crispy rice tuna spice, de repetir!

Norah

O Norah é um restaurante projetado por outro arquiteto que gosto,Thomas Schoos, designer local veterano, que fez casas para todos, desde Ellen DeGeneres a Courtney Cox, com estilo orgânico limpo, e só por isso já quis conhecer. Novo e embora dizem que com tudo para se tornar um dos melhores, achamos longe, casual demais, e nada surprendente, não voltaria, embora tenha sido uma noite agradável.

ROAD TRIP

Fizemos o contrário do que se costuma fazer, o normal na maioria dos roteiros é vir de São Francisco para L.A, mas como já estávamos em L.A por conta do Hawai, fizemos o inverso, que não altera praticamente nada, a não ser, pelo trecho mais sem graça fechar a viagem.

Saímos de Los Angeles por volta das 10h da manha, nossa primeira parada, Santa Bárbara, uma cidade que foi amor a primeira vista, e lamentamos quase de imediato não saber antes o quanto gostaríamos, para ter passado pelo menos uma noite lá. A cidade é menor, também litorânea, tem um astral leve, jovem, despretensioso e descolado.

Almoçamos no Lucky Penny uma excelente pizza a lenha, em um lugar mordenex, que abriga essa pizzaria e um restô para a noite, o The Lark. Super-indicamos mesmo que para uma parada rápida entre a viagem.

O segundo ponto de passagem é San Luis Obispo, apenas passamos, mas se não tiver almoçado em Santa Bárbara e estiver com fome nesse ponto, dizem que vale pegar o famoso sanduíche Tri-tip na Firestone Grill.

Se a fome apertar mais a frente, em Cayucos, que é uma pequena cidade à beira-mar sonolenta, pare para comer no Smokehouse de Ruddell. Sério, peça vários tacos de peixe defumado com slaw de maçã, pegue uma bebida fria na loja de bebidas da esquina, e sente-se na praia para almoço.

A próxima atração é a visita ao Hearst Castle em San Simeon, antiga morada do jornalista magnata William Randolph Hearst. A Visita é guiada pelas salas opulentas cheias de obras de arte, a Neptune Pool, e uma vista incrível. Não conhecemos, mas se quiser visitar, dizem que você deve chegar com o carro no estacionamento, trocar o papel da internet pelos tickets e pegar o ônibus que levará até o alto da montanha onde fica o castelo.

Obs 1: O horário agendado na internet, é o horário para pegar este ônibus. Chegue um pouco antes.

Obs 2: o tour mais procurado e o ideal para quem vai na 1ª visita é o “Grand Rooms Tour”. É arriscado deixar pra comprar na hora da visita. O ideal é garantir comprando com antecedência pela internet. O tour leva 1h.

Ainda em San Simeon, no farol Piedras Blancas tem os Elefantes Marinhos, uma verdadeira comunidade deles, vale a parada para observar.

Importante: a partir desse momento, se você enjoa em viagens com 300 curvas, é melhor tomar um remedinho, mas por favor, um que não de sono, ou você vai perder tudo que interessa.

DICA VICKY S. #nãoperca – McWay Falls & POST RANCH INN

Agora, o cenário mais lindo que você verá nessa viagem, na minha opinião, está nesse ponto, a Cachoeira do Julia Pfeifer Burns State Park, fique de olho nas placas até encontrar o Julia Pfeiffer Burns State park. Você estaciona, pega a passagem sob a estrada e o caminho te leva ate o mirante da McWay Falls, uma cachoeira de 80 pés que cai de penhascos de granito para a praia.

Obs: não entre no Pfeiffer Big Sur State Park, que é outra coisa (um parque sem grandes coisas pra ver…). A cachoeira fica depois deste parque, ou antes para quem vem do outro lado.

Continue a percorrer essa linda estrada até o Post Ranch Inn, hotel um pouco antes de Carmel. Hospede-se nele, se quiser em uma das casas nas arvores e com antecedência reserve para jantar no horário do sunset, não perca essa parada, vale por todo o trajeto.

Acorde, tome seu café e siga para Carmel, ou passe mais uma noite por lá, só não estranhe alguns hospedes peladões, no melhor estilo paz e amor.

Já Carmel é uma cidadezinha que mais parece uma Gramado litorânea, uma graça, charmosa, pitoresca, minúscula, um pouco antiquada. Comece visitando o Pebble Beach Golf de carro ou bike, passeie pela principal rua e arredores e almoce no La Bicyclette, uma delícia de restô com um clima gostoso e mais transado que os demais.

Em seguida, a viagem segue em direção a São Francisco, essa etapa um pouco mais cansativa, e sem tantos atrativos.

São Francisco

Olha, aqui é a parte que a minha sinceridade pode assustar e até irritar você, devo alertar. Esses dias uma amiga me ligou perguntando sobre dicas de São Francisco, respondi que minha dica era que ela não fosse. Vou explicar, acho justo cada um conhecer e ter sua própria experiência e impressão. A minha, embora tenha achado uma cidade com pontos muito bonitos, como a Lombard St., aquela que mais parece uma serpente, toda florida, e a Golden Gate, um cenário único, foi ruim.

E me pergunto como poderia ser diferente, olha, morei em Paris, vivo no Brasil, mas só lá me senti dentro de um episódio do Walking Dead, tamanha a horda de mendigos, em sua maioria dependentes químicos ou com problemas mentais, nas ruas, literalmente vagando. Não em uma rua xyz, na qual tenha caído desavisada, mas nas principais atrações, pontos turísticos, ruas e bairros, exceto nos residenciais, talvez por isso ainda se vive por lá, porque pra turistar é preciso desviar literalmente e na mente, tamanho o choque.

Mesmo assim, tenho duas dicas de insider que vão tornar São Francisco mais interessante.

BLACK CAT

A primeira é o Black Cat, restô novo, de jazz, quando fomos estava aberto a apenas um mês, super lotado, quase não sentamos. O lugar é pequeno, todo preto, no andar térreo um bar cobre quase toda a extensão. Algumas mesas o circulam, com um pessoal animado, tomando coquetéis e provando alguns tapas. Aqui todos usam preto e me parecem mais boêmios e livres que em L.A.

No subsolo, o restaurante com uma áurea misteriosa, lotado mas intimista e logo à frente o trio de jazz. Fomos seduzidos, comida maravilhosa (não deixe de provar o Lamb Meatballs, embora tudo fosse excelente), astral surprendente, clima sexy e uma noite maravilhosa.

Tea Store

E a segunda, o melhor chá de menta e rosas que já tomamos, ele não é de lá, mas vende e o descobrimos em São Francisco, ponto para SF. É o que dizem, tudo vale a pena se a alma não é pequena. Não deixe de comprar e trazer um pra mim: na Red Blosson Tea Co. em Chinatown, o de peppermint + roses.

** Se eu fosse fazer essa viagem novamente, sabendo tudo que eu sei hoje, faria o seguinte percurso e paradas:

Iniciaria a viagem por SF, para acabar em grande estilo. Passaria lá uma noite se fosse necessário. No dia seguinte seguiria para Carmel, onde almoçaria e conheceria a cidade durante a tarde. 

Chegaria ao Post Rach Inn (40min de Carmel) no horário do sunset, para um drink especial, seguido por um jantar com vista deslumbrante. Passaria dois dias no hotel. 

Depois seguiria viagem, parando na cachoeira, leões marinhos e talvez no castelo. 

Para então seguir para Santa Barbara onde passaria uma noite, e conheceria a cidade durante o dia seguinte, partindo para L.A no fim da tarde, já que é super pertinho, lá ficar por umas 3 noites, como fizemos.

EMBARQUE IMEDIATO São Paulo

Restaurante/Bar Sampa News – 3 Boas Novas SP

IMG_6773

Desde agosto sem voltar a São Paulo, a lista de novos lugares e restos vai crescendo a cada dia. Hoje, meus testados e aprovados, durante minha recente semana de trabalho por lá:

TANIT

IMG_6754

Restaurante na Oscar Freire com sabor catalão, e que sabor!! O ambiente é clean e bastante claro, sugiro ir para o almoço, parece fazer mais sentido, melhor ainda se for no fim de semana, para se refrescar com o clericot da casa ou demais drinks da carta. O atendimento foi impecável, assim como tudo que provamos!

IMG_6750

IMG_6367

IMG_6752

IMG_6751

IMG_6753

Indico o croquete de pato com geleia de pimenta, mas o tartar é carro chef da casa, como principal o porquinho e o fideau de lulinhas (que no meu caso foi com camarões). E para encerrar, uma sobremesa de sorvete de chocolate com banana caramelizada e suspiro de limão. Para conhecer e voltar muitas outras vezes!!

KITCHIN

IMG_6760

IMG_6755

Quando em SP, umas das nossas noites é reservada para um excelente sushi, quase sempre o Nagayama. Mas procurando fazer novas descobertas e sabendo que o Kitchin nada mais é que cria do próprio, fomos conhecer. O decor agrada aos olhos logo de inicio, iluminação perfeita, atendimento dedicado, casa cheia (mas não em clima de pequera, nesse caso sugiro o Oka), e pratos perfeitos tanto na execução, qualidade, quanto no sabor.

IMG_6714

IMG_6756

IMG_6719

IMG_6715

E o melhor, com invencionices  de dar agua na boca, não deixe de provar: Baterá de salmão, Jyo de centolla com ovas de massago e o tempura de shisso com ápice tuna e molho tarê.

PEPINO BAR

IMG_6359
Dos mesmos donos do Nino Cusina, italiano que já falamos por aqui, o Pepino Bar tem dado o que falar, talvez pelos drinks, ou pelos sócios que se descolam com uma turma de bacanas de SP. A verdade é que anda lotado e muito bem cotado, vale dar aquela esticadinha.

IMG_6702

EMBARQUE IMEDIATO

PORTO ALEGRE tips por JANA Maranhão – ONDE ir na Capital dos Gaúchos nos findis de VERÃO

Durante o verão, as capitais urbanas respiram ares mais brandos. Muito calor sem o  ventinho praiano, mas também há uma ritmo relax inesperado, menos trânsito, mais tempo para um happy time entre quem fica e faz a cidade pulsar.

Nossa amiga gaúcha morando na terrinha catarina, JANA Maranhão, sempre coloca na agenda um findi para uma rota inversa nessa época. Matar a saudade de POA e de todos por lá, desfrutando dos prazeres da capital com tranquilidade sem abrir mão de uma  programação animada. Hoje ela entrega suas últimas paradas por lá:

PRESS CAFÉ

IMG_6811

IMG_6810

Na minha  última ida a Porto Alegre sai para um happy hour na sexta feira com uma amiga, fomos no Press Café, na Hilário  Ribeiro. O lugar não é novidade, mas o movimento é animado e o público sempre bonito; famílias ,casais e grupos de solteiras e solteiros dividem um espaço bacana , bem atendido e com ótimas opções no cardápio ( comi um steak tartare maravilhoso, meu novo vício) .

20BARRA9

IMG_6815

IMG_6814

IMG_6813

Logo ao lado do PRESS, tem o 20BARRA9, esse sim mais novo , local descolado e jovem , mesas altas na calçada aglomeram grandes grupos de gente bonita (a paquera aqui rola solta) para comer os hambúrgueres da casa e beber uma cerveja.

PARIS 6

IMG_6818

IMG_6816

Mas se a idéia é sair pra jantar , uma novidade é o restaurante Paris 6 , velho conhecido dos paulistas , que agora  serve seus pratos deliciosos 24 horas por dia e sete dias da semana ( sim, muito cosmopolita) ali pertinho, passando a esquina, na rua Padre Chagas .

VINERIA 1976

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Ainda no charmoso bairro Moinhos de Vento, na praça Maurício Cardoso, encontra-se o Vineria 1976 , lugar que agrada todos os sentidos. Mais calmo que os demais, é pequeno e charmoso, parede de tijolo aparente e sofá de veludo denunciam um típico bistrô com uma acertada carta de vinhos e petiscos.

Dica da Local:  como todos fecham as 24:00 , visto que é uma zona residencial, é bom chegar cedo.

CHICAFUNDÓ

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Se no dia seguinte ainda houver disposição, a dica para almoço é no Chicafundó, estabelecido em um antigo casarão de esquina na avenida Independência, eles servem um menu fixo do dia com entrada , prato principal e sobremesa. Coisa boa sem frescura.

Bom passeio!!!

EMBARQUE IMEDIATO Punta del Este

Trio Tips Punta Del Este 2017 #LaBarra #Manantiales #JoseIgnacio #Garzón

Não é minha primeira vez em Punta, assim como não foi meu primeiro Réveillon  e nem mesmo esse é o primeiro post desse lugar que adoramos.

Então, ficamos pensando em uma forma de sintetizar news e atmosfera de uma forma mais dinâmica, menos obvia, mas como não sou do tipo que gosta de surpresa em viagens, prefiro ser clara e objetiva aqui.

Afinal, não é sempre que aquele lugar que era o máximo numa temporada segue em alta na outra. E  nem só de passado Punta vive, há uma gama grande de novos lugares, pelo menos pra mim, que não a visitava nos últimos 3 anos.

Adoro a efervescente época do reveillon em Punta! É o lugar mais próximo da gente com uma vibe internacional  de muito estilo. Claro que tudo  é mais cheio e difícil, mas a festa da virada do ano compensa. Se esse não é o foco, chegue pelo dia 02, como fazem os argentinos. Mas fique por 10 dias, para aproveitar de tudo, sem correria.

Para se hospedar:

Essa é uma questão que assombra até mesmo insiders, há muita divergência de opinião. Para mim, o melhor lugar em termos de localização é La Barra até Manantiales, e o mais acertado é alugar uma casa bacana com piscina, churrasqueira e serviço, nessa região, já que hotéis por ali são restritos, O Fasano Las Piedras, embora maravilhoso, fica bastante afastado, o antigo Mantra mais parece aqueles hotelões sem muito charme, e os menores não tem infra-estrutura. 

IMG_4321

IMG_4323

IMG_4344

IMG_4423

IMG_4537

IMG_4400

Nós ficamos no Casa Zinc, que já escrevemos aqui, a localização é excelente, roupa de cama, toalhas e o dono sabe tudo quando se trata de indicação, além de ser hiper cool e ter um cafe da manhã  gostosinho que vai ate as 4 horas da tarde, bem no estilo da tardia Punta, mas não há áreas de convivência, nem piscina, o que em Punta com suas praias de vento e agua-gelada faz uma super falta. 

Depois desse local, antes de pensar na península, eu pensaria em Jose Ignacio, pois é onde ficam 7 dos 10 melhores restaurantes e paradores, ou seja, você vai acabar indo pra lá mais do que gostaria de qualquer jeito. Com assinatura Vik há o Playa Vik e o Bahia Vik, exclusivos, com muita arte entre serviço primoroso e infra-estrutura perfeita. O Casa Suaya, um pouquinho mais afastado do centrinho, tem quartos como se fossem casas separadas pela propriedade, de frente para o mar e uma piscina linda. E ainda há o Posada Del Faro, menor, mais acessível e sempre lotado.

Para Almoçar:

La Huella 

IMG_4664

IMG_4588

IMG_4617

IMG_4641

IMG_4648

IMG_4649

O La Huella é o melhor há 15 anos, e nada mudou, simplesmente um fenômeno, a essência do simple chic que atrai e cativa gringos do mundo todo. Reserve pelo menos para 2 dias da sua estadia, com antecedência, por volta das 15h, vá antes e pegue uma prainha. Ele também atende a noite, mas prefiro o astral do dia. Peça pelo pescado do dia, o chiperones também são uma bela pedida.

La Susana

IMG_4351

IMG_4346

IMG_4388

IMG_4389

IMG_4392

IMG_4396

IMG_4523

IMG_4446

O La Susana está na sua segunda temporada, não achei a cozinha tão acertada, nem o som do Dj, mas de qualquer forma tem que conhecer, o lugar é lindo, a praia na frente é linda, e o clima é o máximo. Faça reserva para as 15h também, almoce com calma, e fique para tomar um drink pelo bar ou arredores, quando o sol estiver baixando, vá para a praia e aprecie o por do sol. 

Fish Market

IMG_4438

O Fish Market é um resto simples, sempre lotado, na estrada geral, entre as lojinhas em Manantiales, mas gosto muito do paladar deles, os camarões com molho curry são simplesmente divinos, uma boa opção para dias mais tranquilos ou entre uma comprinha e outra. 

** Dica V+A – Em frente fica a melhor sorveteria de Punta, a Volta. E no seu lado, anexo, esta a lojinha Felix, com vários achados para os homens, e aquela camisa boyfriend que você procurava.

El Mostrador de Santa Teresita 

O El Mostrador de Santa Teresita aparece bem cotado pelas dicas da internet, e sugerido com frenesi por insiders, acabamos não conhecendo, mas talvez valha a visita. Soube que tem ótimas saladas.

Bodega Garzón

IMG_4822

IMG_4724
IMG_4716

IMG_4717

IMG_4719

IMG_4720

IMG_4722

IMG_4715

IMG_4711

IMG_4710

IMG_4706

IMG_4705

IMG_4703

IMG_4702

IMG_4698

IMG_4694

IMG_4670

O tempo fechou?! Marque para conhecer a Bodega Garzón, dos mesmos donos dos azeites Garzón, que fica logo 10km a frente, com uma construção que só ela ja vale a visita. Comece com o tour, a parte da vincula é super moderna, os vinhos ainda precisam de mais tempo pelo menos, e encerre no restaurante com três menus distintos de degustação para escolher, a beringela como entrada estava ótima e o cordeiro sensacional. 

#Não indico

Não costumo falar de lugares que não gosto, tenho por hábito apenas ignorar e excluir da resenha, acho complicado, mas muita gente pede.

Bagatelle Beach
IMG_4310

IMG_4326

Então, o que dizer do Bagatelle?! Atendimento excelente, comida muito muito ruim, entradas ok, som ensurdecedor já do começo, zero timming do DJ, e uma área de piscina que na ideia seria legal, mas que na realidade parece mais um tanque. Bom, não indicaria!

Já o La Caracolla, parece aquela música do Zeca Pagodinho: “nunca vi, nem comi, só ouço falar.” A verdade é que está sempre lotado e é preciso reservar em grupos de 10 pessoas mínimo, algo difícil para quem não viaja em excursões, antes era preciso fechar o lugar, parece que agora ficaram mais acessíveis. Mas dizem, que embora longe, é legal. Você vai de barco, passa o dia lá com tudo incluso e o almoço é servido pelas 16h.

Para Jantar:

FASANO

O Fasano é uma opção elegante, para noites menos agitadas, está ainda mais lindo depois que reabriu, com um predio anexo ao restaurante, com 8 suites e uma piscina suspensa. A comida embora ache super bem executada e sempre igual, não é uma explosão de sabores, mas será uma noite linda sem dúvida.

** Quanto a passar o dia por la, eles não estão mais aceitando, uma lastima, mas o SPA ainda é aberto ao público.

MARISMO

IMG_4415

IMG_4546

IMG_4561

IMG_4562

IMG_4564

IMG_4565

IMG_4566

O astral do Marismo pra mim, é o que define Jose Ignacio, noites frescas, gente interessante, pé na areia, bar agradável, fogueira, é como se todos os elementos estivessem ali, adoro ir pra ver gente!! Mas se me permitem, também não amo a cozinha, aqui ela se torna secundária .

EL ABRAZO

IMG_4775

IMG_4776

El Abrazo fica em Manantiales, em uma casa cheia de gente, com um público interessante e mesas felizmente barulhentas, são pet friendly e tem uma lasanha de siri assada na brasa que não dá pra parar de comer.

ELMO

IMG_4401

IMG_4409

IMG_4403

IMG_4407
IMG_4418

A Elmo é uma pizzaria que tem que ir, não só a pizza é excelente, ou os drinks perfeitos, mas também pelo astral do lugar. Bem escondidinha, ela fica para dentro da La Barra, em uma casa meio espelunquinha, mas com a luz certa dando o tom,  aquele jardim e um atendimento de primeira, não tem noite ruim! Lembre de reservar, foi o lugar mais lotado que estivemos.

JARDIM by Sarava

IMG_4686

IMG_4687

IMG_4688

IMG_4690

O Jardim by Sarava, antigamente atendia pelo nome de Sarava apenas, então uniu-se a um grupo espanhol de know-how e foi remodelado, o lugar é bacana, e está melhor que antes. Mas não me encantou tanto, muito menos pela comida.

INKAS SUSHI

O Inkas Sushi, na laguna escondida abriu nessa temporada, não tivemos a oportunidade de conhecer como restaurante. Mas já estive na Laguna escondida em duas festas, e se não valer pelo sushi, sei que vale pelo lugar.

ZODIACO

IMG_4806

IMG_4807

IMG_4808

IMG_4811

IMG_4812

IMG_4814

IMG_4815

IMG_4817

IMG_4818

IMG_4829

O Zodiaco é o restaurante do Bahia Vik, em sua primeira temporada, o lugar não tem tanto clima, é meio paradão, embora super interessante de conhecer com as obras de arte, e seu teto todo pintado no tema. Minha sugestão?! Vá em um dia mais calmo, chegue para o por do sol e fique para o jantar, a vista é linda e a comida gostosa. Não deixe de provar o vinho da própria vina Vik.

**Dica V+A: Em geral faça as reservas dos jantares sempre após as 22h, antes disso parece que o restaurante mal começou a funcionar.

Para Brincar:

IMG_4777

Separe um dia para depois do Jantar, dar uma passadinha no Conrad, veja todos os tipos se encontrando, a turma animada de jovens que vão para o Ovo, os tiozinhos da jogatina, separe um dinheirinho para brincar, aquele que não vai doer e tome um ou dois drinks enquanto joga poker, mais tempo de diversão com menos dinheiro.

Para Festejar no periodo do Réveillon:

Sunset da RedKen

IMG_4335

No dia 30, é uma previa do reveillon, com uma estrutura bem montada, som excelente e gente interessante, é sempre uma das melhores festas da temporada. 

Reveillon, indico duas opções distintas ou ambas, melhor ainda, já que a tradição por lá não é passar a virada na festa. 

IMG_4485

IMG_4478

La Huella

Ótimo para passar a virada, com uma ceia deliciosa e um clima pé no chão perfeito, gente interessante e uma mistura de nacionalidades e idades. 

Unique
IMG_4518

IMG_5675

IMG_4526

IMG_4507

IMG_4511

Com 99% de brasileiros, mas muito bem montada, este ano em frente a praia, inclusive aberta para ela, podendo ir e vir. Fácil de pegar bebida, fácil de ir ao banheiro, divertidissima e com a musica excelente, para dançar até depois do sol raiar. E na saída, uma parrilha ao ar livre pra não esquecer de onde você tá, caso fique confuso.   

Para Comprar:

IMG_4329

IMG_4330

IMG_4331

IMG_4373

IMG_4376

IMG_4377

IMG_4384

IMG_4385

IMG_4398

IMG_4435

IMG_4437

IMG_4557

IMG_4646

IMG_4754

Vale passear por tudo, o estilo deles é sempre interessante, tanto no Decor, quanto na moda. Mas minhas lojas preferidas são a Kosiuko que tem a Casa Sua em seu interior, a Felix com seu masculino cool e linhos perfeitos. A Olerbar Brown (demos essa dica exclusiva nos primórdios do blog), marca  hipster inglesa de bermudas de praia, que escolheu Punta  para abrir sua primeira loja na América do Sul. A Tiger Girl com couro impecável e muita moda. A Magma, multimarca descolada e com uma seleção super bacana. A Paul, loja de decor argentina e a Canuto para entrar no clima e trazer na mala as belas mantas de lã.   

EMBARQUE IMEDIATO Londres

RADAR LONDRES 2017

Com um amigo muito querido estudando em Londres, meus radares de blogger interessada denunciam e entregam dois restos do momento, daqueles da moda, para ver e ser visto. Anota aí:

Sexy Fish
sexyfishinterior-large

sexyfishmain-large

jpg_1444903962

  • Mnky (Que todos leem como Monkey House)

bslide5

MonkeyHouse1

DESTAQUE EMBARQUE IMEDIATO

HAWAII TRIP TIPS ALOHA DAYS!!

A convite da Jane, mãe do Antonio, meu namorado, fui convidada para uma genuína family trip havaiana. Nem preciso dizer a alegria por ser incluída nos planos de férias familiares e da surpresa, já que o Hawai, nunca esteve entre meus roteiros sonhados em particular. Mas como é bom escolherem pela gente algo que nos faz sentir coisas diferentes!

img_9364

A tradição na família é cada ano um dos filhos escolherem o destino e esse ano foi a vez do meu cunhado, surfer. Então, sem nenhuma expectativa, pensei, vamos lá… Para logo descobrir, que o HAWAII pode ser mesmo como aquela música: tudo que sonhares…

img_9713

img_9531

Até agora me pergunto o que tem naquele lugar mítico, quase mágico, que nos faz sentir tão bem.. pé no chão, a exuberância de uma natureza que mesmeriza, sorrisos francos, céu azul, areia branca, aguas claras, às vezes mansas, por horas enérgicas. Um pedaço do paraíso à disposição na terra. E que coloca  o Hawaii, ao contrário do que imaginava, na minha lista afetiva de lugares que dá vontade de retornar ano após ano.

Um arrependimento foi ter feito apenas uma ilha Oahu, mais razões para voltar!

OAHU

North Shore

fullsizerender

img_9589

Em Oahu, dividimos a viagem em duas etapas: primeiro North Shore, uma ponta de Oahu bem roots, sem muitas opções de hotéis, restaurantes e compras. E com  uma praia mais interessante que a outra (tá aí um ponto que chama a atenção, as praias são muito particulares, mesmo que seja do lado de outra, cada uma tem a sua intenção e diferenciação. Essa é a região queridinha dos surfistas, com algumas das famosas ondas que fazem história no mundo do surfe.

ONDE FICAR

img_9461

Em North Shore é muito comum alugar casas. É um cantinho de Oahu que lembra muito Garopaba no estilo de vida. Para quem, como nós, deseja dias de ferias totais, sem ter que se preocupar com o café da manhã, limpeza e outras demandas de uma casa, há um hotel resort grande, e bem americano, o Turtle Bay, que está em 9 de cada 10 filmes de comédia romântica que se passa no Hawai.

img_9581

img_9583

img_9487

De qualquer forma, quando digo americano quero dizer que tudo funciona com padrão impessoal e ordem,  sem aquele charme que o Hawai merece. Em contrapartida, os jardins do hotel são lindos, e ele está em uma ponta privilegiada. A  prainha particular é uma mão na roda para pegar sol, o point dos surfistas tem um bar em frente com cadeirinhas para a platéia e as ondas quebram a poucos metros com um sunset de fundo… um visual de tirar o fôlego. E aos domingos, nesse mesmo point, tem bandinha havaiana na hora do por do sol, com direito a paqueras e até atores hollywoodianos.

img_9784

img_9806

img_9815

As praias nos arredores, para caminhar, parecem cenário de  Lost: céu azul, areia branca, mar transparente e você, só você! Ah, e o campo de golfe é conhecido como um dos melhores dos Estados Unidos. Ainda tem piscina, diversas jacuzzis, spa, academia, cavalos, bikes e 4 restaurantes.

img_9663

img_9577

img_9763

ONDE COMER

Não há muitas opções, alguns restaurantes no hotel, outros em Waleiwa e muitos foodtrucks, lembre-se estamos no lado mais roots.

Para Jantar

img_9638

O restaurante mais charmoso fica no próprio hotel, e corro o risco de dizer, que o melhor de North Shore é também o restô mais recente do hotel, sobre a areia e todo aberto. Não é o mais “fancy”, nasceu para ser o restaurante da praia, mas sem dúvida tem o melhor astral. Claro, a iluminação poderia ser mais acertada, o clima podia ser mais romântico, mas aqui a tônica dominante são as férias em família.

Em Haleiwa está o preferido do Kelly, sim Kelly Slater é fã do mexicano Luibueno. Resto meio bar nas margens da estrada, confesso que não fiquei tão instigada, afinal Kelly não estaria lá… Brincadeiras à parte, deve ser um point na temporada de surfe, com clima jovem, descontraído e luzes baixas.

Para almoçar

Não há muito para onde fugir, ou você almoça no hotel, faz picnic na praia ou recorre aos foods trucks. Desse último provamos três:

img_9491

img_9493

img_9492

img_9490

O famoso Giovani’s especializado em camarões, que não vale a saída do sol, mas pra não perder a viagem no mesmo lugar onde o caminhão do Giovani’s esta parado, pelo menos nessa temporada, mais nos fundos tem um milho grelhado que é uma delícia.

img_9720

Os outros dois estão numa área de trucks mais ajeitada e aparentemente mais fixa em frente a Shark Cove. O Sharks Cove Grill conhecido pelos sanduíches de peixes, mas provei o tsunami burguer e adorei, com carne, abobrinha, abacate e bacon.

img_9610

img_9614

img_9636

img_9615

E o The Elephant Truck, um Thai bem organizadinho e até charmoso, melhor de todos pra mim! As duas vezes fomos de Pad Thai sem arrependimentos, mas provei outros dois pratos da mesa, todos bem gostosos.

Cafe da tarde

img_9738

Querendo um docinho em uma tarde de compras entrei na Coffee Galery em Haleiwa, e talvez por ser outubro.. lá estavam os cupcakes de abóbora com creamcheese, uma perdição, simplesmente deliciosos. Se tiver, não deixe de provar!

img_1145
img_1141

img_1142

img_1144

Perdeu a hora do almoço, quer um lanchinho entre as compras?! A Waialua Bakery tem ótimas opções de sanduíches.

COMPRINHAS Para Trazer na Mala

Também não há muito o que comprar, mas confesso, são as melhores compras!! Produtos bem regionais e com a cara do Hawai, diferente do que você vai encontrar em Honolulu. A rua é um charme e super pequena, pra fazer em 2 horinhas no fim da tarde. Minhas duas lojas preferidas:

Soha Living

img_9732

img_9728

img_9736

Loja de decor super bacaninha, com uma coleção de corais certificados que te obrigam a fazer lugar na mala, além de várias peças lindas para mesa e linha kids. A loja tem em outros pontos de Oahu, mas só encontrei essa.

Aokys

img_9499

img_9500

img_9502

Lojinha para os goumets, com temperos, livros de receitas, utensílios e decor para a cozinha. Comprei o Sal de Java , quadrinhos divertidos e um livro de receitas havaianas.

Pela rua tem outras lojinhas que valem a visita como a Malibu shirt para camisetas e regatas retros no clima do Hawai. Também encontrei em uma delas um organic coconut scrub que adorei e toalhas de praias e cangas com tecidos lindos!

DiCA V+ Imperdível!

Passeio de Helicóptero

img_9599

img_9602

img_9617

Tem que fazer!! Só para poder ver a geografia inusitada das montanhas, a mudança de temperatura em cada ambiente, e uma das cachoeiras mais incríveis da vida!! Uma queda de 300metros em meio a mata fechada que mais parece um portal para um reino perdido. O passeio pode ser feito ainda sem portas, com adrenalina, fizemos com a Paradise Helicopters que sai de North Shore, de dentro do hotel.

PRAIAS

img_9495

img_9513

Vá passando de carro por todas e se familiarizando, pare conforme a vontade, mas ao menos pise em Pipeline, molhe o pé em Waimea, mergulhe em Shark Cove , e veja o por do sol em Sunset.

inarticle_laie

Ficamos em North Shore por 4 noites, mas 3 seriam perfeitas. De lá fomos para Honolulu, onde fica a praia de Waikiki. Ah, é imprescindível alugar um carro.

HONOLULU

img_9885

ONDE FICAR

img_9980

img_9981

Eu poderia indicar dois hotéis, o primeiro, mas nem por isso melhor, é o The Modern, que, como o nome anuncia, é cool e super moderninho, com um interior que vale conhecer, assim como a lojinha e o decor do restô. Mas ele poderia estar em qualquer capital turística do mundo. Já o Halekulani, onde nos hospedamos, não apenas indicaria como me hospedaria em todas as próximas idas.

img_9895

img_0020

img_0172

img_1137

Ele se diferencia já na construção, com as áreas do lobby abertas circulando dois gramados, o que da um clima todo especial (é possível ver o por do sol já do vallet). Com serviço elegante, o hotel é um encanto em todos os detalhes, não pela suntuosidade, mas pela sutileza e gentileza. Você vai querer passar horas no gramado sobre as espreguiçadeiras com a piscina e o mar aos seus pés, ou admirando a vista do quarto.

img_9897

img_9896

ONDE COMER

Tá, restaurantes hypes não são o forte do Hawai, essa não é a pegada. O clima é outro, com muito foco no dia. Mas sentimos falta de restaurantes bons com clima mais ao ar livre. Fomos em alguns restaurantes trazidos pelos hotéis com bandeiras conhecidas como o Morimoto, mas tirando o decor, em nada valeu a pena. Então, partimos para testar os sabores locais, mesmo não tendo a melhor ambientação, e até os famosos barbecue, amado pelos asiáticos, que em Honolulu são quase unanimidade em questão de etnia. A lista abaixo traz nossas melhores descobertas, cada qual com seu porque:.

Café da Manhã

img_9914

img_9959

Orchide’s é o italiano do hotel que nos hospedamos, mas eu indicaria mesmo para começar o dia, com um cafe da manha elegante, nada de buffets, e uma vista de tirar o fôlego. Peça pelos benedicts!! Aos domingos serve um brunch alinhado, nada praiano, meio fora de contexto, mas considerado um dos melhores de Oahu.

Para Almoçar

img_9957

No Helena’s só vá para almoçar, e nem pense em se arrumar, vá sujo mesmo.. e ainda assim, você vai se sentir um peixe fora da água. O lugar é horrível, em uma área horrível (não vou aliviar aqui) e nem mesmo a comida tem uma cara agradável ou o público salva. Mas aqui o que importa é a tradição, o restaurante tem 70 anos e selos importantes de regionalidade, fiel às raízes havaianas.

img_9956

img_9943

Pesquisei, li e re-li sabia que seria feio, mas juro que não imaginei tanto, mas aventureira degustativa que sou me segurei e firme aguardei para sentar, sim, o lugar estava lotado com fila de espera. A garçonete com aquele sorriso franco, que me referi logo no início desse roteiro, nos ajudou  a compreender o menu e fazer o pedido, algumas indicações que já tínhamos e outras sugestões da casa.

img_9942

Tudo servido em pequenas porções para compartilhar e misturar. Provamos o Short ribs pipikaula style, um assado de tira um pouquinho adocicado, bem torradinho. O Luau Chicken que vem em meio ao um molhinho interessante e o Kalua pig, desfiadinho bem temperado e leve. Foi uma surpresa saber que a comida original não é apimentada. Adoramos a experiência, e a comida, pasmem, sem falar no preço.. 20 dólares para o casal almoçar. Não é um lugar para voltar, mas sem dúvida é um lugar para conhecer.

img_1146

Na loja da Tommy Bahamas, entre uma compra e outra, tem um restaurante que vale a parada, super fofo e casual, com clima praiano.

img_0073

fullsizerender

img_0068

The Pig and The lady é considerado o melhor restaurante novo do Hawaii, e o chef uma revelação. Está sempre cheio, e suas influências são do sudoeste asiático. O ambiente é descontraído, com um bar-bakery numa das laterais onde são assadas casquinhas de sorvetes, preparados bolos arco-íris e suspiro, perfeito para almoçar.

img_0072

img_0067

img_0066

Embora não seja ao ar livre, tem um decor moderninho e sabores interessantes que valem serem provados. Indico o sanduíche PHO French Dip, refrescante! Mas se o seu lance for comida bem condimentada e apimentada vale provar o Grilled Niihau Lamb Burguer, só depois não diz que eu não avisei.Ele fica em Chinatown Art District que vem se afirmando como o melhor destino gastronômico de Honolulu.

img_0062

img_0070

img_0071

img_0069

Para Jantar

img_9899

img_9900

img_9901

Allan Wong, considerado por muitos um chef espetacular, comanda a cozinha desse restaurante que tem como cliente Obama, lembre-se o presidente dos Estados Unidos antes de ser americano é havaiano. Há anos o restaurante está listado como um dos melhores do Hawaii. Por tudo isso, fica difícil corta-lo da programação, embora minha experiência não tenha sido lá grandes coisas, muito por culpa do ambiente, em uma área do centrão, sem faixada, sobre salas comerciais. Você chega pega um elevador feio, se depara com um ambiente sem graça e com uma vista sem charme.

Há outras duas opções que acabamos não conhecendo, mas que lemos boas criticas a respeito, o Nanzan Giro Giro, comida tradicional japonesa de alta qualidade e eclética em ambiente minimalista e o Vintage Cave, uma experiência gastronômica, dizem, maravilhosa e decoração impressionante. Após o jantar eles oferecem um passeio para conhecer a coleção de obras de arte. A Cozinha é francesa, única no mundo, com influências japonesas e o preço bem salgado.

Cafe da Tarde

Leonards Bakery – para comer a malassada, rolinho fofinho frito e crocante com açúcar e recheios variados. Tem carrinhos moveis por toda a ilha. Há anos listado como um dos melhores do Hawaii.

PRAIAS

img_9944

img_9945

Tire um dia para conhecer as praias desse lado da ilha, pegue o carro em sentido Hanauma Bay, uma praia vulcânica, cheia de corais naturais. Você chega por cima e para descer, com um trenzinho é preciso pegar a fila, assistir ao um video e pagar uma taxa. Eu, sinceramente, achei apinhado demais, essa primeira parada, não me demoraria nela. Tanta praia linda e deserta, esperando pela gente… Como  já tínhamos mergulhado com snorkel em Sharks Cove, preferimos evitar aglomeros seguindo o passeio e fomos desvendar outras praias.

img_9947

img_9948

A estrada para essas praias é um passeio a parte, tão linda quanto a Big Sur, com um “wooow” a cada curva. Fique a vontade, pare, fotografe, aumente o som e aprecie.

img_9950

img_9936

img_9952

Siga para Lanikai Beach que o próprio nome sintetiza “heavenly sea”, uma praia linda, sem rua entre a areia e as casas, e rodeada por coqueiros, eleita diversas vezes como uma das mais belas praias do mundo.

Mas entre Hanauma Bay e Lanikai não deixe de conferir a Halona Cove, Halona é o nome oficial da praia, mas todos aqui a conhecem como Eternity Beach, por causa da cena de beijo clássica do cinema, de A Um Passo da Eternidade.

DICA V+

Assim passe o dia, entre um cenário mais inspirador que o outro, mas não esqueça de levar comidinhas e bebidas, pois nada é vendido na areia.

COMPRAS

img_9889

Uma grande surpresa para mim foi encontrar em Oahu todas as grandes grifes internacionais, como Chanel, Fendi, Valentino.. no meu imaginário o Hawai era um lugar mais selvagem, natural e low-profile, mas acho que isso foi antes de pertencer aos Estados Unidos ou antes ainda da invasão asiática, que se vê hoje. Nessa rua charmosa toda iluminada por tochas, único resquício selvagem, tive ainda um outro susto, essas mesmas grifes de luxo com descontos em todos os itens de coleção, não promoções de itens descontinuados, ou fruto de uma semana de baixas, mas descontos de 15% 20% em produtos desejos como as alças da Fendi, slipper da Gucci… cortesia do Hawai, é ou não é uma ilha mágica?

img_0074

img_0075

Sabe aqueles colares de flores naturais, com orquídeas e jasmim?! Você pode comprar no aeroporto logo que chegar, ou se deixar passar, em Chinatown.

Mais a melhor compra disparado foi o bronzeador Maui Babe, uma loucura de tão bom!! Para trazer varios na mala e presentear.

NOITE

img_0077

Comece a noite em clima havaiano no bar da piscina do Halekulani, todas as noites tem uma bandinha havaiana e uma dançarina de ulaula, mas não pense numa coisa turistona meio pra português ver, o astral de frente para mar é uma delicia, vá para um drink no sunset, antes do jantar.

Se preferir algo mais cosmopolita o The Study é o lounge no lobby do hotel-boutique The Modern. O bar fica literalmente atrás das prateleiras de livro do lobby, que às 6 da tarde são viradas e mostram que, do outro lado, há diversas garrafas de bebidas – o que por si só já é um conceito interessante. Drinks requintados, feitos pelo renomado mixologist Tony Abou Garmin.

E é possível esticar no Addiction, que fica no andar de cima do The Study. E, raridade em Honolulu, tem dress code: nem pense em tentar entrar de chinelo ou bermuda.

img_0093

img_0175

img_0176

A minha esticada mais agradável foi ao som de bossa nova no bar do hotel, com uma cantora cantando lindamente e uma bela seleção de whiskey japoneses.

EMBARQUE IMEDIATO São Paulo

SP RESTO News muito ME GUSTA

img_2249-copy

img_2251-copy

img_2256-copy

Aberto essa semana, ainda em esquema de “para amigos e amigos de amigos” (quem deu a dica pra gente foi a estilista Adriana Barra), o ME GUSTA é o novo reduto de uma galera descolada, mais desencanada e nada engessada, que injeta uma vibe praiana nos Jardins.

img_2252-copy

img_2255-copy

img_2250-copy

Uma cevicheria mixada com referências mundiais bem temperadas, além de opções veganas – o bowl de salada para compartilhar é tudo que a turma fit quer – com um bar e serviço descontraídos. O lugar, na Bela Cintra, é sui generis: parece uma sala de estar em demolição, com decor e objetos antigos desencontrados. Em cima, funciona o EMA, outro resto dessa inquieta chef, a linda Renata Vanzetto,. Antes dos 30, ela já tinha conquistado espaço de destaque na disputada cena gastronômica de Sampa, sendo  sucesso de público e crítica, desde seu primeiro  Marakuthai, quando veio de Ilhabela, com vinte e poucos anos, para inventar o fusion caiçara e cair no gosto de todos.

img_2258-copy img_2259-copy

img_2254-copy

EMBARQUE IMEDIATO Rio de Janeiro

O MELHOR BOTECO CARIOCA RIBA

ribafachada-alta_sem-ar-crop-u2367

Misture a carioquíssima verve da botecagem com o allure italiano e você tem o boteco com mais bossa e gastronomia do Rio: o Riba. Parada obrigatória e hotspot no Leblon (rua General Urquiza, 188).

riba-sanduichecostela-annafischer-8901

Agora, esqueça os quiosques cerveja/agua-de-coco, porque o Riba também ganhou um espaço bacana no calçadão da praia, bem no início do Leblon (em frente rua Afrânio de Melo Franco) e virou point sensação desde então.

felipe-fittipaldi

Disputadíssimo, animadíssimo… conseguir um lugar a sombra dos seus lounges é daqueles feitos que faz você se sentir local. Como você sabe, o Rio, meu irmão, não é lugar pra amadores. E o Riba é um dos melhores locais pra se exercer a arte carioca profi de comer e beber na calçada. Ao ar livre, com vista e brisa do mar.

riba-pernil-annafischer

Nossa Brava, e nós “bravíssimos, bem que merecíamos um Riba!!!

CULT SESSIONS EMBARQUE IMEDIATO Rio de Janeiro Teatro

TEATRO NO RIO: A IMPORTÂNCIA DE SER PERFEITO

15_fha_rshow_perfeito

Se tem um programa que sempre tento fazer toda vez que vou ao Rio, é ir ao teatro. É uma cidade de artistas, e a cada peça me impressiono com a quantidade de talentos desconhecidos pelo grande público.

Escolhi “A Importância de Ser Perfeito”, uma livre e divertida adaptação em tom de farsa da peça de Oscar Wilde, que nos presenteia com o estilo mordaz das suas mais famosas máximas. Toda a concepção e direção é de uma criatividade hilariante ao transportar a Londres vitoriana para os tempos atuais, inclusive no original figurino.

A dupla de atores que interpreta as donas do afeto dos “perfeitos”, rouba a cena, num elenco onde todos brilham.

A boa e velha dramaturgia, bem encenada, que faz rir com deboche articulado. Se você tiver oportunidade de ver este espetáculo, aproveite.

DESTAQUE EMBARQUE IMEDIATO

VINÃ VIK & Santiago, Chile

Vina Vik

Com a intensão de viajar todo o ano para um lugar da América Latina e em busca de um presente “que faz história” para marcar um ano de namoro, encontrei a Vinã Vik, pesquisando na net.

vina-vik-roof-view

A Vinã Vik é do mesmo dono do hotel que na minha opinião é o melhor de Punta, ainda que esteja em Jose Ignacio, o Playa Vik. Claro que o nome conta pontos, mas o que mais conta nos hotéis desse esteta norueguês Alexander Vik de mãe uruguaia, é seu interesse por arte e design, aliado a excelência de serviços e exclusividade. São oásis de beleza e inspiração. A partir daí, já estava praticamente de malas prontas, porém, seria um presente e um presente a dois para um namorado que é aficcionado diletante por vinhos, então minha busca precisava ser um pouco mais detalhada.

vik-2
A neo-vinícola Vinã Vik produz apenas um tipo de vinho, uma assemblage de cinco uvas e tem apenas 3 anos engarrafados, 2009, 2010 e 2011. Mas as reviews prometeram um vinho mesmo que novo, muito bem estruturado e elegante, que tem tudo para se tornar o premium que se dedica a ser. Hum… assim já dava para lacrar a mala!

IMG_6240

Chegamos em Santiago em um domingo, e por não conhecer a estrada e querer ir descansados para Vik, passamos a noite no The Singular, hotel pequeno e charmoso eleito um dos dois melhores em Santiago. O hotel é um charme, lembrou os hotéis do Marais, em Paris, ou de Palermo Soho, na Argentina.

IMG_6263

IMG_6237
Mas os quartos e o serviço, embora dedicados, não nos surpreenderam ou encantaram. SPA sem horários, rooftop e restaurantes fechados no domingo.. O que é super complicado tendo em vista que quase todos fecham nesse dia. O mais acertado teria sido ir diretamente para a Vinã, e descansar lá, que é perfeito pra tal.

IMG_6954

IMG_6334

A estrada é ótima, sem buracos e seguindo o mapinha ou o Google Maps com atenção não tem erro, em 1h45 min se chega ao paraíso.

IMG_6955

Nós fomos de carro alugado, que por dia deu quase o preço de taxi do centro até o aeroporto, super em conta.

IMG_6956

IMG_6543

IMG_6331

IMG_6549

IMG_6342

O hotel, inaugurado a 2 anos, tem 22 suítes. Todas projetadas por arquitetos diversos e temas diferentes. A imponente estrutura no alto da colina com seu telhado bafônico de titânio e uma sala artsy te dão as boas vindas. Há ainda o restaurante, com vista para o vale e represa, que parecem pintura, sala de jogos, de pilates, academia, piscina não aquecida e um Spa.

IMG_6969

IMG_6970

IMG_6367

IMG_6335

splinter-works-carbon-fibre-vessel-bathtub-in-vik-suite-at-vina-vik-chile-conde-nast-traveller-22may15-eric-piasecki_304x456

IMG_6988

IMG_6989

IMG_6958

IMG_6959

IMG_6327

IMG_6553

As suítes, no mínimo inusitadas, devem ser escolhidas de acordo com a preferência e disponibilidade. A nossa foi a Fornasetti, com a melhor vista. Mas tem banheiros mais interessantes como os com as banheiras de pedra. Nos banheiros, o que também chama a atenção são os chuveiros italianos em formato de gota e a ausência de box – sim molha, mas o serviço impecável se encarrega de secar.

IMG_6987

IMG_6964

IMG_6963

IMG_6962

IMG_6982

IMG_6984

No restaurante não há cardápio. Tudo é elaborado com a disponibilidade dos fornecedores da região. E devo dizer que nem tudo amei, mas comi o melhor peixe da viagem e alguns pratos bem interessantes, e saiba que as sobremesas, no geral, são o ponto alto do Chile.

IMG_6971

IMG_6290

CP-SmiljanRadic-VinaVIK-0877

vina-blog-7

A melhor época para ir é de Setembro a Maio, quando as vinhas estão verdes, muito mais bonitas e com mais atividades, como picnic entre os parrerais com grelhados no estilo Malmann. Para essa época são recomendado passeios a cavalo, bike e tour.

IMG_6957

IMG_6293

IMG_6308

IMG_6975

IMG_6976

IMG_6343

O tour começa com um passeio pela propriedade com explicação sobre plantil, uvas e técnicas e termina na vinícola propriamente dita, que consegue deslumbrar ainda mais nossa visão. A construção subterrânea com espelho d’Água na superfície que além de ser magnífica, proteje a produção do calor, foi design chileno ganhador do concurso feito para a obra, entre mais 9 participantes. Na produção apenas luz solar. O tour continua com iluminação cenográfica pontual e termina numa sala modernista para a degustação, no nosso caso apenas para nós dois. Ali na vinícola há outro restaurante estilo bar, com tapas e um ar mais descontraído, que abre apenas com o hotel mais completo.

IMG_6339

IMG_6340

IMG_6979

O Spa me decepcionou um pouco, a experiência que leva a assinatura do hotel com banho de vinho foi uma delicia, mas a massagem da sequência um pouco fraca. Já o staff mesmo do spa, restaurante, vinícola e recepção com Juan de sorriso amplo e a vontade foi uma bela surpresa.

IMG_6362

O hotel é caro, 800 a 1600 dólares a diária, por casal, mas vale a experiência!! E nesse valor está incluso o tour, passeios e as três refeições com bebidas para o casal. Nós ficamos um dia, o suficiente, já que o restaurante, a vista e a bebida não mudam, mas no verão, com boas companhias, mais opções, como colheita, um fim de semana acho justo. Para conhecer, é possível fazer apenas o Tour, com almoço também.

IMG_6554

Soubemos que muitos visitantes dessa época vão para as montanhas esquiar e depois descansam na vinã. Ou fazem um roteiro com outras vinícolas. Se essa for a ideia, não fomos e não testei, mas curiosa que sou, tenho 3 boas indicações: Vinícola Re e Casa Del Bosque em Casa Blanca para tour e almoço ou a Vinícola Lapostolle que tem hotel.

IMG_6965

Ah, e o vinho VIK? Testado, aprovado e na mala!

Santiago

IMG_6990

IMG_6462

De lá seguimos, de volta para Santiago, dessa vez no W hotel, que ainda acho a melhor opção, mais movimentado e bem localizado, quarto espaçoso e o cafe da manha de tirar o fôlego, inclusive com estação de Blood Mary.

IMG_7017

Devo dizer que a muito tempo não visitava Santiago, muito tempo mesmo, e muito havia escutado. De fato Santiago cresceu organizada, tem uma arquitetura ímpar, mas ainda prefiro Buenos Aires se for para comparar, mais estilosa como os argentinos. Há lojas de todas as grifes como em SP, mas faltou aquele produto interno belo, lojinhas inusitadas com a cara do lugar, que não seja artesanato, ruas mais charmosas, pessoas mais bem vestidas. De qualquer forma divido com vocês aqueles lugares mais interessantes e/ou que tocaram meu coração seja por sabor, experiência ou beleza. Tão pouco espere por badalo, nossa viagem teve um foco mais tranquilo.

Mestizo

DSC01614

Restaurante na ponta do parque Bicentenário que por si só já é um encanto. Vá para o almoço, o restaurante é bonito, modernex, mas é grande, tem um pegada mais casual, e a vista de dia é o plus.

foto ig 2

IMG_6234

A comida estava gostosa, fomos de nhoque com assado de tira trufado e churros de sobremesa, mas tenha em mente que as entradas e pratos são grandes demais e o atendimento um pouco perdido.

ragout-de-asado-de-tira

IMG_4507

Ox

IMG_6540

IMG_6505

IMG_6506

Outro restaurante para ir no almoço. Churrascaria deliciosa, bem frequentada e cheia. Escolha a carne e o acompanhamento da sua preferência porque tudo que pedimos veio perfeito. E para finalizar, peça o cafezinho e volte a ser criança com o prato de algodão doce.

IMG_6504

IMG_6512

Osaka
IMG_6992

IMG_6994

IMG_6996

Não é nenhuma novidade, ainda mais que temos esse oriental peruano no Brasil já faz algum tempo. Mas fomos e estava ótimo, ambiente claro demais e com uma carta de saque restrita demais, mas sentamos no bar e provamos delícias e mais delícias. Aproveite e chegue um pouco antes para tomar um drink no bar do W, sempre um agitinho.

IMG_6991

Boragó

FullSizeRender (2)

IMG_7002

IMG_7011

IMG_6473
IMG_7003

ocio

Foi saber que ele é o segundo restaurante na lista dos 50 melhores da América Latina e oitavo do mundo que a blogueira em mim se oriçou. Devo dizer que não sou crítica de nenhuma restauranter, embora adoraria, mas, pra mim, filosofia não justifica nem se sobrepõe ao paladar.

IMG_6472

IMG_6474

IMG_7008

IMG_7009

IMG_6477

O restaurante com decor simples e rústico, abre apenas para o jantar com menu surprise de 6 ou 12 pratos que enfatiza a natureza, cozinha chilena, assim como as técnicas. Uma experiência única para ir pelo menos uma vez na vida, com pratos super inventivos e aspecto surprendente. Mas, na minha opinião sem tanto sabor, sem aquela surpresa boa que permanece no paladar e vira história. Exceto pela finalização, um suspiro mentolado que nos deixou soltando fumaça pelo nariz como dragões de hálito fresco!!! E o preço mais salgadinho que os demais.

IMG_7010

IMG_7012

Ambrosia

IMG_7020

IMG_7021

Restaurante de uma chef e uma sommelier, bela união! Também entre os 50 melhores da América Latina e do mundo, lá pelo número 30. Ele fica num bairro mais afastado em uma casa com jardim que é um charme e com interior mais moderninho e despojado. O cardápio pequeno tem foco em carnes, como cordeiro, porco, cervo. Provamos o cervo e o ragu de cordeiro, ambos bem gostosos. Uma bem-vinda confort food pós-cozinha de sobrevivência.

IMG_7022

IMG_7023

IMG_7024

IMG_7025

Santiago de Dia

IMG_6998

IMG_6457

Quanto aos passeios, a Igreja da Plaza de Armas é linda! O mercado central nem de longe vale a pena. E o shopping mais charmoso é o novo Casa Costanera, bastante pequeno. Mas o verdadeiro paraíso para eles e nós foi o Mundo do Vinho, talvez porque o tal produto interno não seja belo, mas delicioso. Com a praticidade de ficar no térreo do W, eles encaixotam e mandam para o quarto suas 16 garrafas permitidas.

IMG_7001

EMBARQUE IMEDIATO São Paulo

Porque ir no RECREO NOVO BAR dos JARDINS São Paulo

IMG_6176

Ontem fomos conhecer o bar Recreo aberto a duas semanas ao lado do já consagrado Brasserie e de sócios em comum. Pouco movimentado para uma sexta, mas justificável, novo e concorrendo com o verão europeu, ponte aérea Rio e abertura olimpíca.

IMG_6177

A ambientação ficou bem interessante e diferente. Na varanda o clima é mais leve e praiano, já na área interna, é mais sofisticado com uma parede nos fundos de garrafas refletidas em nichos de espelho dando  o ponto de luz, assim como o aço do bar de dentro acompanhado por uma bancada de concreto.

IMG_6175

A carta de drinks instiga:experimentamos dois muito bons e com apresentação inusitada, um com bourbon estilo old fashion servido em uma xícara de cerâmica escura e rústica e outro mais citrico em copo bojudo com especiarias.

IMG_6174

No comando da cozinha um chef francês legítimo,sem aquele ranço costumeiro, alegre e dançante, nos deu boas vindas assim que entramos e novamente,  com seus belos pratos. Experimentamos quatro tapas, e devo dizer que quase desisti do prato principal tamanho a falta de atrativo, mas para a sorte das minhas papilas gustativas, segui na fé. Pedi o Stinco de cordeiro cozido lentamente com polenta cítrica cremosa e mini folhas de agrião- e me surpreendo em confessar que nunca na minha vida comi um cordeiro tão encantador, com um tempero sem igual e saindo do trivial! Sabores que jamais provei juntos, uma unanimidade na mesa, corpo e alma, melhor prato que provei nos últimos tempos. Uma bela surpresa que já quero relembrar. Para finalizar churros Recreo servido com caramelo Salgado (na minha opinião só ele já bastava), doce de leite e chocolate para compartilhar.

IMG_6172
#Ponto alto para a iluminação, atendimento, drinks, prato principal e sobremesas. Ponto baixo para trilha sonora, meio confusa ainda, e entradas, todas na minha opinião sem graça.