Categoria

Israel

PRIMEIRA VEZ EM ISRAEL – De TEL AVIV, para Mar Morto e Jerusalém

Untitled-3

Muito se ouve falar em Israel, turismo religioso, mar curioso, tensões, vida noturna, pegada gay friendly, mas pouco sabemos de fato. O que sempre despertou meu interesse era Tel Aviv, o Muro das Lamentações e o Mar Morto. Logo, não espere passeios e mais passeios históricos, religiosos ou guias complexos. Aqui apenas  dicas bastante pessoais do que gostei e impressões que tive (além de algumas furadas pra não repetir!):

Fomos no inicio de Maio via Paris com a companhia israelense El Al, e a única companhia do mundo com anti-míssil em seus aviões. Já deu pra imaginar a sensação de aventura. Ir para Israel não é exatamente uma viagem simples, dado seu histórico, foi preciso chegar 3hrs antes para responder a um verdadeiro inquérito, que a companhia faz com os passageiros, como se fosse inacreditável que alguém quisesse ir a Israel, apenas por turismo. Nosso caso, ainda nada convencional, uma brasileira cristã que namora um francês judeu, que se conheceram no Brasil, namoram o mesmo tempo que se conhecem, e moram um pouco cá um pouco lá,  foi ainda mais complexo! Depois  de repetidas perguntas feitas por diferentes funcionários, em um dado momento cheguei a imaginar que estavam me perguntando o que havia comido.. (juro, não comi porco!). Depois de algumas inspeções, liberados enfim para o voo, um dos funcionários quebra a tensão:  “É como um curso preparatório para Israel”.

ElAl

Dizem que essa é também a companhia mais rígida com a segurança, o que dificulta, mas uma das mais seguras do mundo. Os acentos econômicos plus são realmente diferenciados, não como no Brasil que parece que diminuíram os normais, para esses parecerem melhores. Num voo de 5 horas foram um conforto mais do que suficiente, e a comida uma boa surpresa, com pão pita, húmus.

Israel é um pais pequeno e atravessa-lo leva poucas horas, por isso decidimos ficar em Tel Aviv,  cidade mais cosmopolita e de lá visitar Jerusalém e o Mar Morto. Chegamos na sexta a tardinha, ou seja Shabbat, o que pode ser bem complicado se assim como eu, você precisar comprar alguma coisa com urgência. Nas primeiras 2 horas em Tel Aviv rolei de uma escada, e precisei de medicamentos. Bem, foram 3 horas até encontrar  uma farmácia funcionando. Embora os restaurantes abram normalmente, optaria por chegar um dia antes, evitando qualquer transtorno de chegada.

DICA V+A:

Israel 1

Outra coisa que você deve prestar a atenção são os feriados nacionais. Estávamos lá para o Dia da Independência, o que é super-legal, já que é muito recente e vivo na memória de todos, comemorado como um Ano Novo. Mas, um dia antes, é o dia do Memorial, um tributo a todos que morreram em batalha, e nesse data, nada, absolutamente nada funciona a partir da tarde, nem mesmo os restaurantes dos hotéis, o que pode ser bem complicado para um turista.

ALGUMAS CURIOSIDADES:

israel 2

  • Um dos lugares mais floridos que já estive, o que surpreende ainda mais por estar em meio ao deserto, achei de uma engenhosidade.
  • Observei mulçumanos, judeus, cristãos convivendo pacificamente uns com os outros, também não me aprofundei no caso, mas tudo parecia em paz, e o sentimento de segurança foi imediato.
  • Taxi é o que mais tem e não importa o lugar que você esteja, é só levantar a mão e contar dois segundos, ele vai estar ali, como um conto de fadas moderno.
  • O povo em geral tem um jeito de falar com uma entonação e energia que parece muito agressivo, e não me refiro a língua, mesmo falando em inglês sentia isso. Na verdade é apenas o jeito, todos são muito agradáveis e solícitos.
  • Indicaria Tel Aviv para todos os meus amigos homossexuais, nunca vi tanto gato, sarado gay, concentrados num lugar só em tão pouco tempo.
  • Ah, claro…  e negociar tá no DNA, então nem tenta.. existe uma piada que fala.. “Sabe como que você fica milionário em Israel? Chegue Bilhardário.”

TEL AVIV

israel 3

Balneário dos fraceses, principalmente do francês judeu, com voos diretos de 5 horas e um clima bem diferente, é destino certo nos meses de Primavera, melhor época já que no Verão é quente demais.

israel 8

A orla central de Tel Aviv lembra muito a orla de Copacabana, no Rio de Janeiro, se não fosse o mar mediterrâneo, praia de grande extensão com calçadão, muita gente se exercitando e hotéis de bandeiras tradicionais, como Sheraton, Carlton, em construções grandiosas e antiquadas, para não dizer, fachadas velhas e descuidadas. Por tanto, encontrar um hotel que você se identifique pode ser uma tarefa árdua, e nem sempre acertiva. Mas o V+A está aqui para te guiar por caminhos menos tortuosos:

ONDE FICAR

Hotel Hilton

israel 4

Se você pensa em aproveitar a praia, não abre mão de uma piscina (o que pode ser conveniente durante as altas temperaturas do verão, quando as águas dos oceanos também se aquecem), quer acordar com uma vista linda e brisa do mar, gosta de hotéis grandes e de serviço padrão, entre todos os hotéis da orla, hospede-se no Hilton. Achei a estrutura do hotel a mais bem cuidada de todas, com a piscina envidraçada para o mar de uma das praias mais charmosas. O hotel também fica próximo da Marina e se tratando da orla, os pontos mais interessantes estão por ali.

Hotel Montefiore

israel 5

Agora, se você é daqueles que adora bater perna por ai, quer desvendar cada canto de Tel Aviv, e adora hotéis menores, design, cheios de charme e autenticidade, hospede-se no Hotel Montefiore. Ele fica em uma rua tranquila, mas à passos do Boulevard Rotfield, detentor de boa parte do agito da cidade.

PRAIA PARA FRENQUENTAR

israel 6

Praia do Hilton,  na minha opinião a mais charmosa. Pequena, um pouco mais tranquila, com espaço maior entre as cadeiras, serviço prestativo. Também conhecida como o ponto GLS da orla.

israel 7

Caso você não faça parte da turma GLS ou não esteja acompanhada como eu,  e queira aproveitar a praia pra quem sabe, uma paquera… vá ate Gordon Beach, mais jovem e agitada. Ambas estão lado a lado, anda-se de uma para a outra tranquilamente, e você pode tirar suas próprias conclusões.

israel 9

BATER PERNA

Com certeza, em algum momento você vai andar pelo Boulevard Rotfield, acredito que mais durante a noite, indo de um restaurante para um bar. Durante o dia, por se tratar de um Boulevard com avenidas largas, não tive muita vontade, mas há diversos cafés que provavelmente te farão ir ate lá. Uma das coisas que me chamava a atenção nessa área eram os quiosques de suco, sushi, lanche, padaria, bar, cada um personalizado com a sua proposta e muito interessantes, uma idéia bem legal para importar pra cá.

israel 10

Para comprinhas inusitadas, passeios no fim da tarde com ar de  Soho, o endereço certo é o bairro histórico, que se tornou centro fashion, Neve Tzedek, na Rua Shabazi. Te faz querer que a rua fosse maior de tão agradável o caminho com as lojinhas, artistas de rua, ar boêmio. Não deixe de entrar na loja de decor Gavriel e na Concept Store (que eu não consegui descobri o nome, mas coloquei a foto da porta, com o nome para tentar ajudar), ambas do lado direto, sentido da pracinha.

israel 13

israel 12

israel 11

A rua é curta, para estender o passeio, caminhe até o fim da rua, passe a praçinha e você vai encontrar a antiga estação de trem antiga, revitalizada com seus galpões transformados em cafés, lojas de designers contemporâneos e algumas marcas conhecidas como a AHAVA Cosméticos, item obrigatório na lista de compras, com uma gama imensa de produtos produzidos a partir da lama do mar morto, eu adoro a mascara purificante Time To Clear e tem também o kit para voo, descoberta da Ale que amei! Vem com sabonete de rosto sem enxague, hidratante rosto, creme para os olhos.. tudo em saches individuais, super práticos.

israel 14

SABORES E RESTOS

Tamara

israel 16

Loja de iogurte frozen, antes de se desinteressar, afinal tem uma na sua rua, pense bem.. o pais é outro e os sabores também! Existem varias lojas de frozen iogurte por Tel Aviv, certifique-se que seja a Tamara, tarefa árdua pois os nome está em hebraico. Uma vez identificada  com sua fila sempre imensa depois de um dia de praia, permita-se provar os mais diferentes acompanhamentos: castanhas, tamaras e meu preferido Rala, escrita fonética, já que não faço a menor ideia de como seja a escrita normal (parece uma fibra estranha, mas é docinho e incrível). Sente -se em um dos balanços da loja e volte a ser criança.

IMG_9393

israel 17

Miznon

israel 18

israel 21

Você procura por um Falafel, algo tradicional, e se depara não com um falafel qualquer, mas um Falafel Gourmet. Que nada tem a ver com o original. O lugar que virou queridinho tem uma decor sui generis, caixas de legumes aqui e ali, tomates espalhados no caixa, muita couve-flor estocada em armários, funcionários maluquinhos e , mesmo sem a cara mais limpa da praça, sem duvida, esse resto é imperdível! Vá para o almoço, peça pelo falafel steak and egg, acompanhado por uma couve-flor, não esqueça a couve-flor, parece chato, mas é fabulosa!! Outros acompanhamentos que valem a pedida é a batata doce assada e os aspargos verdes.

Israel 20

israel 19

Benedict – MELHOR BRUNCH DE TEL AVIV

israel restaurants tel aviv restaurants the best restaurats in israel benedict restaurant rotshild

E arriscaria dizer de Israel!! Perfeito para começar o dia ou terminar a noite, já que ele funciona 24h por dia!! Não parece o paraíso?! Fomos de manhã antes da praia, estava lotado, sentamos nas mesas de fora num agradável dia de sol, voltamos dois dias depois para um lanche fim da noite, e estava ainda mais lotado.

israel 24

Se você for para o café tome um suco de laranja com cenoura, especialidade de Israel, com as laranjas mais doces do mundo. O Benedict é especializado em cafés da manhã de todo o canto do mundo, fui numa versão meio grega que adorei, Feta e Tomatoes Croque (torrada de brioche com pesto, queijo feta e tomates assados, e ovo frito com molho holandês).

israel 23

israel 25

MonteFiore

israel 27

O Hotel boutique construído numa casa clássica central, tem um resto badalado no térreo, com um bar elegante, uma varanda charmosa, é o lugar para ver e ser visto, sempre lotado. Então, não esquece de fazer reserva.

israel 28

Dallal – MEU PREFERIDO!

Tel-Aviv-4-Conde Nast Traveller-5Apr13-Amit-Geron_b_1440x960

Charmoso e delicioso restaurante no bairro da moda, com a arquitetura local preservada, terraço e uma vibração diferente do resto da cidade. O menu mistura novo com antigo, comida israelense e  mediterrânea. Não deixe de provar a entrada Forest Mushroom and Mascarpone Tortellini with Hazelnuts & Truffled Goat’s Cheese Cappuccino. Vá para o jantar, ainda mais fascinante, e sente-se na parte interna com céu aparente.

666868-1

Dallal The Bakery

IMG_7351

Na mesma rua do restaurante, e do mesmo proprietário fica a padaria, com sobremesas típicas, pães e varias delicias, perfeita para o fim da tarde durante as compras.

Messa

messa

Resto do chef Moshe Aviv e bar moderno, com decor sofisticada assinada por Alex Meitlis. Dividido em dois ambientes, um todo branco onde fica o restaurante e área não fumante, o outro todo negro, com um bar imenso no meio rodeado por cadeiras e algumas mesas mais altas, onde também é possível jantar e é mais badalado, às vezes com DJ. Tinhamos reserva no restaurante, mas como o bar estava mais agitado trocamos para o bar, só que  essa área é fumante e isso acabou sendo incômodo. Caso não fumem, sugiro  jantar no resto um pouco mais cedo, por volta das 9h e depois seguir para o bar.

Itzik Hagadol

israel 22

Se quiser um restaurante típico e/ou descobrir vários sabores diferentes, este é o lugar. Antigo, nada fancy, mas, não se iluda, a conta é salgada. O restaurante é especializado em carnes e tem as melhores, kasher, claro. Peça de acompanhamento  o que é realmente típico e diferente ali, o Kemia (escrita fonética), diversas entradinhas de legumes, saladas, molhos, purê, cremes que você degusta com o pita e que podem acompanhar a carne da sua preferencia.

BADALO& NIGHTLIFE

Embora muito se ouça da vida noturna de Tel Aviv, no geral achei nas boates muito sujas, fechadas, com muita fumaça, já que lá ainda se fuma no interior, de todos os lugares que fui, tiro dois:

JimmyWho Bar & Lounge

Bar animado dividido em três ambientes.

Vicky Cristina

vicky-cristina-1

Não é bem uma balada, é mais um resto/bar de tapas e cave, embora quando fui tivesse uma festa, a festa do dia da independência. Mas o mais incrível nesse lugar é que ele fica debaixo de uma figueira enorme, dentro da Old Train Station, o que torna tudo muito charmoso.

IMG_9414

MAR MORTO

Se você que fazer alguns dias de relax no Mar Morto, eu indicaria o lado da Jordânia, com hotéis bem melhores que o lado de Israel, mas precisamente no hotel Kempinski. Mas como as fronteiras não são amigas e uma vez que você está em Israel e não vai seguir viagem pela Jordania, não querendo complicar, sugiro passar o dia apenas. São 2h30 de carro de Tel Aviv ao Mar Morto. E as paisagens diferentes encurtam o trajeto.

mar morto 1

O lugar onde fica a concentração hoteleira e praia publica é Ein Bokek, bem ao sul do Mar, nós saímos por volta das 13h, depois de um café da manha reforçado, já que restaurantes por lá apenas McDonalds ou os dos hotéis, muitos deles all inclusive ou lanches.

IMG_9550

IMG_9545

O mar é dividido em áreas, onde é proibido nadar, áreas publicas ou privadas dos hotéis. Como os hotéis não são o forte do lugar, apesar das grandes fachadas imponentes, a manutenção é péssima e o aspecto meio sujo, escolha seu local de banho pela cor do mar, algumas áreas são mais criatalinas e com areia mais clara, ai é só fazer o day use do local, se for hotel.Não esqueça de comprar a lama para usar antes de entrar no mar, você encontra em qualquer lojinha de hotel ou centrinho, faz parte do ritual, e depois é só boiar.

lama mar morto

IMG_9500

A sensação é unica, daquelas que você deveria experimentar pelo menos uma vez na vida, a agua mais parece óleo, muitas vezes é preciso se segurar em uma plataforma para conseguir parar quieto, o gosto é terrível, amargo, não que eu tenha provado, mas as vezes respinga uma gota ou outra próxima da boca. Não se deve ficar muito tempo dentro da agua e nem molhar a cabeça, mas aproveite o sol também, dizem ser um dos melhores do planeta. Se você tiver qualquer machucado, ou ter se depilado um dia antes, vai arder muito, prepare-se. Se senti diferença na pele?! Dentro da agua tudo desliza, brilha, assim que você sai e passa agua doce a pele está mais sedosa, mas nada de outro mundo.

MAR MORTO DICA

JERUSALÉM

IMG_9596

IMG_9603

Há apenas 1h de carro de Tel Aviv está Jerusalém, moderna, viva, uma cidade adorável, principalmente – parte antiga. Me deu remorso de não passar uns 2 dias lá, mas ainda volto. Você sente uma energia diferente no ar! Visitamos o Museu do Holocausto, que é imperdível, forte, de uma veracidade e humanidade, só visitando pra saber e o Muro das Lamentações, com as mulheres de um lado e os homens do outro em coro – judeus, critãos, diversas nacionalidades – agradecendo, pedindo… É emocionante! (não esquece de levar seu papelzinho pra colocar entre as pedras do muro). No caminho do Muro se perca um pouco pelo Souka, mercado tradicional, com especiarias, talismãs, decor, e angarie,  o seu badulaque da sorte, de olho grego, a mão de Fátima, pulseirinhas vermelhas.. e observe a tolerância e diversidade. Por falar em diversidade, quase acabamos casados por um rabino ali mesmo, já querendo me converter!

IMG_9604

IMG_9608

IMG_9619