Categoria

Itália

EMBARQUE IMEDIATO Itália

CAPRI, ALLURE ITALIANO AL MARE

Ilha idílica desde os tempos da Roma Antiga, onde imperadores como Otaviano e Tibério construíram palacetes e “villas”, destino símbolo do glamour de férias europeias dos anos 50 e 60, Capri tem história e um charme único.

E mesmo disputada pelo crescente turismo mundial, Capri mantém sua aura elegante, um ar aristocrático do velho mundo, onde o passar do tempo parece não ter tanto efeito.

Sempre chic e romântica, Capri é um lugar para vivenciar de fato o “dolce far niente” e se apaixonar a dois.

DICAS PARA SE SENTIR INICIADO:

QUANDO&COMO

Vá entre junho e setembro, verão europeu. A gente optaria por fim de junho, comecinho de julho. É o início da temporada, mas ainda não está super-lotada e todas as coisas bacanas já estão abertas e preparadas para receber o turista. Fora dessa época é muito, muito parado, como ir para Jurerê no inverno.

Pode-se chegar por balsa, saindo de Nápoles (1h) ou Sorrento (20min), optamos por Sorrento assim passamos a noite nessa cidadezinha charmosa e pitoresca, onde comemos a melhor pizza da vida. (Dá para deixar o carro no estacionamento do porto.)

Antes de pegar a balsa para Capri prepare uma mala menor, apenas com o que irão usar nos dias que estiverem lá, deixe o resto da bagagem no carro ou aeroporto, existem armários para isso. Vai tornar tudo mais fácil.

Chegando ao porto (Marina Grande) contrate carregador para as malas, caso ainda estejam grandes ou o hotel seja mais afastado. Pegue o Funicullari (Bondinho) para Piazzetta em Capri. O restante do caminho terá que ser feito a pé.

Se optar por um taxi, ainda assim, contrate carregador para as malas, a não ser que fique no Hotel Quisisana, que é bem central. Lembre-se de combinar preço antes.

ONDE FICAR

O Hotel mais tradicional é o Quisisana, e realmente tem a melhor localização, bem na Praça, próximo de tudo. Mas eu não trocaria a vista do Hotel Punta Tragara, onde nos hospedamos, por nenhum caminho mais curto. É simplesmente fantástica! O Hotel todo é perfeito, quartos amplos, área externa, atendimento, e o melhor fica bem a cima do Faraglioni (3 blocos de rocha esculpidos pela natureza cercados pelo mar), o único senão, é que se caminha um pouco mais quando se quer ir ao centrinho.

PASSEIOS IMPERDÍVEIS (não deixe de fazer de jeito nenhum)

Descer as escadas de Punta Tragara para tomar sol e nadar junto ao Faraglioni, almoce por lá mesmo, no La Fontalina. Para voltar a subida é íngreme, melhor pegar o barquinho para Marina Picola e depois ônibus até Piazzetta.

Passeio de barco ao redor da ilha com o marinheiro Nunzio – um senhor que nasceu em Capri e sabe as curiosidades da ilha mais charmosa do mundo. Reserve o dia todo já do Brasil (+39330946287). O barco de madeira no melhor estilo italiano será só seu. Pedimos que nos  encontrássemos no La Fontalina, mais próximo do nosso hotel, que visitássemos a Grutta Azzura (indescritível), Grutta Verdi, Bianca, Caracoles e almoçarmos em Nerano (na costa) no Restaurante Lo Scoglio, que tem um deck sobre o mar. Nunzio ainda levou vinho branco e uvas verdes.

OUTROS PASSEIOS

Passear a pé na Via Tragara, Via Carmerelle e Piazzetta para ver lojas, o movimento do fim da tarde e tomar um sorvete na descida para Hotel Quisisana, do lado esquerdo, a casquinha é feita na hora e o cheirinho irresistível. Compre as rasteirinhas com pedrarias feitas sobre medida, em frente ao Hotel Quisisana, Jackie Onassis era cliente.

Ir a Positano de Aliscafo (bem perto), almoce no Hotel SanPietro, reserve antes, depois conheça a cidade até a prainha do centro.

RESTAURANTES

Em Capri janta-se cedo, não deixe para sair muito tarde, corre-se o risco de voltar com fome.

DA PAOLINO- Restaurante sob pés de limões Sicilianos, só por esse detalhe já vale a ida, mas ele é excelente. Não deixe de experimentar os antepastos, servido cerca de 50 opções em um buffet. Melhor reservar antes.

VILLA VERDE – Não fomos, mas tem sido bem recomendado.

EDODE– De Roberto Russo, figura conhecidíssima por lá, que manda na moda de Capri.

AURORA – Point badalado que tem uma pizza ótima.

LE GROTELLE– Vá para jantar, reserve mesa fora, próximas a vista do mar.

LA CAMPANINA – Para comer o melhor spaghetti de vôngole, mas só vale sentar no terraço.

Il RiCCIO– Fica praticamente em cima do mar, é point durante o dia. Pertence ao Capri Palace.

VILLA BRUNELLA – Comida gostosa, despretensiosa com ambiente e vista bacana. Reserve mesa junto ao gradil (parapeito) e prove a vitela ao vinho branco com risoto al limone e/ou penne aum aum (com berinjela e tomate).

DA GEMMA– Restaurante simples e bom, próximo da Piazzetta.

BALADA

Se cansar da tranquilidade, existem duas opções indicadas, Anema e Cuore ou Number Two, mas aconselho mesmo, aproveitar os dias nesse paraíso rodeado por um azul profundo e inesquecível!