Categoria

Londres

RADAR LONDRES 2017

Com um amigo muito querido estudando em Londres, meus radares de blogger interessada denunciam e entregam dois restos do momento, daqueles da moda, para ver e ser visto. Anota aí:

Sexy Fish
sexyfishinterior-large

sexyfishmain-large

jpg_1444903962

  • Mnky (Que todos leem como Monkey House)

bslide5

MonkeyHouse1

LONDON SO HOT RIGHT NOW – Chiltern FIREHOUSE, Marylebone

firehouse 2

Caríssima, artística e mundana, mas sempre eletrizante, Londres foi a cidade escolhida pelo hotelier mais cool do mundo, André Balazs, para seu primeiro hotel fora dos Estados Unidos. E o buzz já estava no ar, antes mesmo do Chiltern Fire House abrir suas portas – apenas 26 suites – este ano.

firehouse 3

Seu restaurante é o “talk of the town” e o lugar para ir jantar em Londres agora. (Caso você consiga reserva, mas sempre se pode arriscar o bar como uma forma de aproximação…) Aquela ali que passou parece alguém? Seria Kate, Alexa? Pode apostar que sim. Ah, e se prestar atenção na comida, dizem que é fantástica.  A aura de estilo do lugar envolve tudo. E todos.

firehouse

FASHION INSIDE CHANEL BOND STREET LONDON por Simone Oliveira

chanel londres 2

chanel londres 4

Antes de ser fã da Chanel, Simone Oliveira é uma admiradora da mulher por trás do mito. Coco, antes de Chanel, a visionária francesa de origem humilde que se tornou um dos mais desejados simbolos do luxo hoje. Um conceito intangível que poucos souberam definir como ela própria: “Luxo não é o contrário de pobreza. Luxo é o oposto da vulgaridade.”

chanel londres 3

chanel 7

“Uma das lojas mais  bonitas e completas da Chanel, abriu ano passado em Londres, na Bond Street. Mesmo sendo a maior Chanel do mundo, ela possui um clima acolhedor, e nos remete a toda história da Chanel. Para nós, apaixonadas pela vida dessa guerreira, é como entrar  num universo impregnado por sua mística.”

chanel londres 5

chanel 9

“Me sinto em casa lá, talvez pela hospitalidade e atenção da estilosa francesa Sandrine, gerente geral.”, nos confidenciou nossa fashion insider de hoje, a empresária catarina, Simone Oliveira.

chanel londres 6

chanel londres 1jpg

chanel 8

TOP HOTÉIS LONDRES The London Edition

Antes mesmo da sua inauguração em Outubro do ano passado, o The London Edition, já era o “talk of the town”, cercado de curiosidade e expectativas, para logo ser eleito um dos melhores hotéis abertos em 2013. A Edition Hotels é a nova grife hoteleira de Ian Schrager, um visionario interprete do espirito dos tempos, mentor do iconico Studio 54 e do conceito de hotel boutique, em sociedade com o grupo Marriott. O que esperar? Decor e ambientação de tirar o fôlego, bares e restos fervidos, povo da mídia e da moda e serviços exclusivos. A proposta aqui é de oferecer um microcosmo do que de melhor cada cidade tem a oferecer. Temos The Edition Instambul e ainda este ano o de Miami, mas  as edições futuras  incluem NY, Paris, West Hollywood, Bangkok, entre outros.

loneb_phototour12

loneb_phototour17

loneb_phototour15

Mesmo que você não se hospede lá numa próxima viagem a Londres, reserve uma noite para se surpreender com um lobby impressionante, uma das salas de jantar mais bonitas da cidade – Berners Tavern e bares vibrantes com uma energia sedutora. Tem ainda um clube, Basement, para os notivagos empolgados.

Untitled-1

edition-lobby2 Passado e presente se encontram na extravagancia da Belle Epoque com a escultura espelhada de Ingo Maurer.

foto 1-2  The Punch Room, com uma atmosfera  dos londrinos clubes fechados com biblioteca e lareira, é um lugar intimista onde são servidos exoticos ponches que podem ser compartilhados em lindos bowls de prata.

big_e4d-hotel_London_Edition__10_

London-Edition_Rest-630x471 Berners Tavern Restô #temqueir do momento em Londres, nas paredes coleção  de arte particular e o teto extraordinário restaurado da construção original.

Londres 2013 FRESH FOOD, SHARING FOOD&Foodhalls

Fim de verão e inicio de primavera em Londres, dias lindos, faz calor, mas, de repente, pode chover e fazer frio. O tempo imprevisível ficou previsível em todo canto. E se você não fala inglês ou tá meio complicado traduzir esses menus fusion, sempre tem alguém servindo da língua pátria: brasileiros, portugueses ou as moças simpáticas de Cabo Verde.

As vitrines invernais dominam do fast ao high fashion, cada uma com suas próprias propostas. A diversidade está lá como em cada esquina. De geral, vejo casacos longos e botas passando do joelho, o preto e o cinza onipresentes, bolsas diminuindo de tamanho – a não ser pelas elegantes working bags, e saias midi, plissadas, rodadas nas revistas. Nas flagstores das top grifes são as árabes que dominam a cena$$$$$.

food londres

Mas o que mais me chama a atenção é a forma que a comida é tratada e apresentada por aqui. Nos restos, sugestões de pratos em pequenas porções sempre para compartilhar chegam a mesa impecáveis. Os foodhalls das lojas de departamento deixam qualquer um extasiado, com seus produtos de embalagens elegantes ou criativas. Uma M&Spencer em cada bairro com tudo fresco para levar e comer na hora, desde frutas, vitaminas e sanduiches com sabor de verdade. No mais badalado e lotado resto o serviço é rápido, eficiente. Os mercados de comida são outra atração a parte. Peixe e frutos do mar no gelo, para você escolher em vários  lugares. A comida fresca e orgânica são reverenciadas e expostas de uma maneira charmosa, bacana. Essa é a melhor tendência que quero ver no Brasil.

ONDE BEBER&COMER LONDRES 2013

SUSHI SAMBA LONDON 4

SUSHI SAMBA LONDON 3

Se você quer um lugar moderno que tenha além de boa comida, vibração e uma das vistas mais incríveis de Londres, vale muito a pena experimentar o Sushi Samba. Fomos em quatro e fizemos quase uma orgia gastronômica… Imperdível: sushi samba rolls, trio de ceviche, tempura de grean beans e drinks exóticos.

SUSHI SAMBA LONDON 2

SUSHI SAMBA LONDON 1.2

Por que é Bom? – Um bar no terraço descontraído com direito a fogo e ate uma DJ linda como a Natalie. – Cozinha de sabor singular, ate depois das 23hs, com um mix doido de japonesa, peruana e brasileira. Tudo para compartilhar. – Da para ir sozinho, em casal ou turma. – Frequencia eclética e animada.