Categoria

VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

Palavras VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

OS 6 FUNDAMENTOS

1. Um dia, os homens de uma aldeia decidiram orar para que chovesse. No dia da oração todas as pessoas se reuniram, mas apenas um menino veio com um guarda-chuva. Isso é FÉ.

2. Quando você lança um bebê no ar e ele ri, é porque ele sabe que você o pegará novamente. Isso é CONFIANÇA.

3. Todas as noites vamos dormir sem a garantia de que estaremos vivos na manhã seguinte, no entanto, colocamos o despertador para acordar. Isso é ESPERANÇA

4. Podemos fazer grandes planos para amanhã, mesmo que nós não conheçamos o futuro em tudo. Isso é  PERSEVERANÇA

5. Nós vemos o sofrimento no mundo e, apesar disso, nos casamos ​​e temos filhos. Isso é AMOR

6. Havia um homem velho com o seguinte escrito em sua camiseta: “Eu não tenho 70 anos, eu tenho 26 com 44 anos de experiência.” Isso é ATITUDE

Palavras VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

AMOR estranho AMOR

Amor não tem medida

Amor desconhece idade

Amor rivaliza com a insanidade

Amor pode ser alimentar de saudade

Acontece das maneiras mais inesperadas

Acontece de durar a vida toda

Acontece sem aviso

Acontece de dar sentido ao infinito

Ele vem de onde?

O que ele quer?

Ele tem tantos nomes

Chega de diferentes formas

É preciso olhar para dentro

para ver

Amor que revoluciona a existência

Amor que desafia a ciência

Amor que nos faz  sermos melhores do que somos

Amor como o mais universal dos sonhos

Palavras VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

MOTHER’S DIARY FROM MON with LOVE

Muito além do turbilhão de pensamentos e preocupações, de afazeres e sonhos, do incansável papel de se fazer chata e dizer não, de um amor que  não nos torna melhores do que somos, mas nos faz querer isso a cada segundo…

Mãe “means everything”  E vai além do corpo, cérebro e coração. É como ver a alma.

Da Arte de Viver FOODIES SEM TRUQUES Palavras VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

SOBRE PÁSCOA ReUNIÃO e Família



“Família é prato difícil de preparar.

São muitos ingredientes.

Reunir todos é um problema…

Não é para qualquer um.

Os truques, os segredos, o imprevisível.

Às vezes, dá até vontade de desistir…

Família é prato que emociona.

E a gente chora mesmo.

De alegria, de raiva ou de tristeza.

O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita.

Bobagem!

Tudo ilusão!

Família é afinidade, é à Moda da Casa.

E cada casa gosta de preparar a família a seu jeito.

Há famílias doces.

Outras, meio amargas.

Outras apimentadíssimas.

Há também as que não têm gosto de nada, seria assim um tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha.

Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo.

Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir.

Enfim, receita de família não se copia, se inventa.

A gente vai aprendendo aos poucos, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia.

Muita coisa se perde na lembrança.

Aproveite ao máximo.

Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete!

(Trecho do livro Arroz de Palmas de Francisco Azevedo)

Comportamento VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

Da Insanidade Humana ADULTERADOS

Crise no Brasil

“Tem carne podre,

tem a mídia burra e irresponsável que diz que ácido ascórbico é cancerígeno,

tem papelão no frango,

tem mercúrio no peixe,

tem picanha vencida,

tem linguiça feita com carcaça de frango,

tem agrotóxico proibido nas verduras,

tem coliformes fecais na água,

tem soda cáustica no leite,

tem milho transgênico na cerveja,

tem óleo de soja no azeite “extra-virgem”,

tem cevada no café,

tem propinoduto,

tem mensalão,

tem rede 3G que não funciona,

tem o iPhone mais caro do mundo,

tem analfabeto legislando,

tem merenda escolar roubada,

tem água de poço engarrafada,

tem botijão a gás com menos volume do que informa,

tem medicamento genérico sem controle de qualidade,

tem airbag que não abre,

tem recall de automóveis mal feitos,

tem bomba de combustível fraudada,

tem gasolina adulterada,

tem máquina de cartão de crédito grampeada,

tem cartão de crédito clonado,

tem SMS do Ceará informando que você acaba de ganhar uma casa do Faustão naquele sorteio feito na penitenciária de Fortaleza,

tem uso de celular na cadeia,

tem médico que falta no emprego,

tem superfaturamento nas obras públicas,

tem papel colado na placa do carro para burlar o rodízio,

tem DVD pirata,

tem empregado processando patrão para extorquir dinheiro,

tem empregador que não respeita o funcionário,

tem saques em lojas na greve da polícia,

tem juiz que não respeita as regras de convivência comuns,

tem saque de carga de caminhões acidentados,

tem goleiro Bruno libertado, já empregado e dando autógrafos,

tem desrespeito à cancela do pedágio,

tem desrespeito às vagas de estacionamento,

tem quadrilhas trevestidas de partidos políticos,

tem o bandido que manda na polícia,

tem a suprema corte incompetente e corrupta,

tem aquele que atropela e foge,

tem o Estado que tenta atrapalhar a tua vida,

tem o Estado que te rouba,

tem o Estado que exige coisas que ele mesmo não cumpre,

tem a falta de profissionalismo,

tem o parasitismo,

tem a falta de seriedade e comprometimento,

tem a falta de planejamento,

tem falência ética da classe política,

tem falência ética de funcionários públicos,

tem falência ética do cidadão comum.

Este território, que insistem em chamar de país, é uma farsa.

Você ainda acha que o problema é a carne adulterada?

O problema é o CARÁTER sistemicamente adulterado.

Qual vai ser o próximo escândalo??

Ontem e Hoje

Seremos assim Amanhã?

“De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.”

Ruy Barbosa

Comportamento VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

LIXO CULTURAL Internet o Filme #proibidoparamaioresde10Anos

Atendendo o pedido do Nic, meu filho de 10 anos, fui com ele e a Dinda Vicky ao cinema assistir Internet, o Filme.

Caso você não saiba, a TV convencional está morta para garotos dessa faixa etária, sua tela só tem função para jogar Xbox ou  acessar o you tube e seus inacreditáveis you tubers.

Funk e youtubers são o canto da sereia para milhares de crianças hoje.

Não ouso entender o porque da identificação,não possuo doutorado em mente humana, e esse é mais um dos incontáveis enigmas que desafiam o bom-senso e me assombram atualmente. Suponho que seja apenas porque é acessível,  o reflexo da nossa própria cultura rastaquera.

Mas, voltando ao filme.

A sacada é oportunista: juntar algumas  estrelas nacionais populares do YouTube como atores numa trama que se passa durante uma convenção de youtubers. As crianças curtem, claro, ver suas caras conhecidas contracenando juntas. E, vão consumindo sem discernimento algo que as subestima.

O mais constrangedor é que o filme foi escrito, produzido  e dirigido por adultos. Deprimente ver o lixo caça-níquel que embalam para a garotada, abusando de uma linguagem idiotizante. É  uma sequência de clichês e situações forçadas de dar vergonha,

, sem uma fagulha de humor esperto, sem nenhum personagem maneiro, com a pretensão de ainda ter um viés crítico!

Já sei o que você vai falar…Já viu alguns desses vídeos de milhões de seguidores? Então, o que tava esperando?

Pra mim foi um alerta incômodo.

Como mãe, me cabe mostrar outras possibilidades de interesse ao meu filho,  direcionar sua atenção para o que julgo positivo, ou pelo menos, distribuir seu tempo entre outros canais da existência.

Porque, aqui, ele vaga num território onde nem mais se percebe a afronta a sua inteligência.

A Verdade Despida e Crua VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

CÓDIGO DE HONRA – Você tem um?

large

Uma pessoa de princípios, gente de bem, um homem de palavra. Soa como ecos de outra época?

Não importa o dia, mas a situação… tendemos a confundir o legal com o ético, mesmo sabendo que leis não são sinônimo de justiça.

A maioria de nós se julga correta, e a maioria talvez careça elevar aspirações. Basta uma oportunidade conveniente, que veja só, não é crime, para que todas nossas superficiais certezas caiam abaladas. Pessimistas ou realistas – dependendo do seu ponto de vista – dizem que, diante da necessidade, todo idealismo é ilusão.

Acredito que houve uma grotesca desconfiguração de valores, que hoje não são mais percebidos como tais. As pessoas simplesmente não possuem referências de moral. Impera, em todos os níveis da existência, um vale-tudo pela sobrevivência. Onde soterramos  nossa consciência?

E como todo o enredo de apocalipse zumbi atesta, quando o mundo vira barbárie, ainda cabe a você escolher o maior ou menor grau de civilidade. E até que ponto vai perder sua humanidade.

Quantos de nós  cometeríamos algum deslize se soubéssemos que sairíamos impunes? Quando a ordem dá lugar ao caos, quantos permanecem fiéis aos valores éticos e morais que pautam sua conduta como ser humano?

E, no entanto, talvez seja na pequeneza do cotidiano que a corrosão das nossas virtudes se instale. Naqueles corriqueiros  gestos e atos, aparentemente sem tanta importância, onde burlamos as linhas mestras dentro das quais nos movemos. Tentados pela ocasião, ávidos pela vantagem oportunista, com o austero discurso de rigores para o resto, enquanto praticamos tolerância permissiva entre os nossos. Não é uma questão de a qualquer custo, por qualquer meio. Nada necessariamente nem explicitamente inescrupuloso. Não. É algo velado, nebuloso e, por isso, perigoso.

Porque começamos a achar banal ter dois pesos e duas medidas. Que é normal uns terem mais direitos que outros. Que o lícito é uma questão de interpretação e conexão.

E na ausência de um código de honra, nos  assemelhamos a baratas, nos adaptando na podridão do que toleramos e nos alimentamos, mesmo sabendo ser errado. Nos equilibrando tropegamente entre o bem e o mal.

Alessandra Schauffert, fã obcecada de Walking Dead,

tem a péssima mania  de definir as pessoas

a partir de quem poderia estar ao lado

diante de uma invasão zumbi. #FearTheWalkingLiving

Comportamento VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

3 Questions to RAJSHREE PATEL

carrosel_raj-01

V+A – Why is so difficult to live in the present?

RP: No one ever taught us how to live in the present. It’s not difficult, if you have some awareness of how mind works and a few simple tools to use everyday. If you don’t know how to brush your teeth, keeping mouth healthy is difficult. Once you learn it’s easy. Do it daily fir a few moments and there is dentsl hygiene. If you use the tools of breath and meditation a few Moments a day there is mental hygiene.

V+A – Which are the unsuspected enemies that tear us apart of our nature?

RP:2. Our lack of awareness of who we really are, at our core, creates the disharmony, separation and conflict. Everyone is born with joy. It’s not gone, just covered by passing events. We keep looking to feel whole outside. We forget that we were created whole, full and complete.

V+A – If is not easy to let it go some positions, how to be open to new perspectives?

RP:3. I ask you, …is it easier to hold in to the old position? If so!, hold it. The fact that one wants to let go and find a new perspective means the old is not working.

If you really look and see that holding on is hurting you. That anyway everything changes you will find you drop it. .. most important you have to really want to let go. We are afraid so we hold old stale peanuts. .. habits that don’t serve us. BE COURAGEOUS Trust your self and go out and do, DO something new. Decide and be done.

DESTAQUE Palavras VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

SHAKESPEARE ATEMPORAL

Lições da sábia direção intuitiva do maior dramaturgo do mundo. Impressiona como SHAKESPEARE é atual, tradutor imbatível dos contraditórios enigmas da natureza humana.

Cópia de large

“Ajuste o gesto a palavra, a palavra ao gesto, com o cuidado de não perder a simplicidade natural, pois tudo que é forçado, deturpa o intuito da representação, cuja finalidade, em sua origem e agora, era e é, exibir um espelho a natureza, mostrar a virtude sua própria expressão, e ao ridículo sua própria imagem, e a cada época e geração, sua forma e efígie.”

Comportamento VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

ASTRAL DE FÉRIAS DE VERÃO

Num mundo perfeito, poderíamos coincidir nossas férias com as escolares das crianças. Início e duração. Feliz de quem consegue ajustar a agenda profissional de alguma forma, nem que seja uma semaninha,  para conciliar férias de verão com os filhos. São momentos com poder transformador que não se restringem a  boas memórias apenas,mas moldam caráter e marcam a vida da gente.

Quando me vejo em meio ao trânsito transtornado  dessa época na nossa praia, digo para meus filhos: como vocês são abençoados, moram todos os dias do ano no lugar em que gente do Brasil todo vem passar as férias.

E, é por causa dos animados veranistas, e todos aqueles que acabam realizando o sonho de ter um pedacinho do paraíso para chamar por aqui de seu, que temos uma cidade pequena com atrativos de capital. Com muito a aprender e energia de diferentes fontes para crescer.

Uma aberta micro-cosmópolis litorânea, cheia de vontades, humores&calores. Que se constrói a base de histórias que marcaram, marcam e marcarão gerações.

img_4761

img_4762

img_4763

img_4770

img_4772

img_4766

img_4771

img_4764

img_4765

img_4767

img_4768

img_4769

Comportamento VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

CARTINHAS para o Espírito de Natal em Nós

img_3878

Muita gente já fez parte, mas muitos ainda desconhecem, por isso acredito que esse relato seja tão válido. Todos que se interessarem podem se preparar para o ano que vem. Não sei a quantos Natais  essa ação acontece, foi somente a poucos dias que pude ver como funciona através de um amigo do meu marido.

img_3883

Os correios recolhem de crianças que estudam em escolas dos bairros carentes das cidades, cartas  endereçadas ao Papai Noel e possíveis madrinhas&padrinhos natalinos.  São crianças com a família em dificuldades, em situações de tal necessidade que, talvez o único presente que ganharão no Natal seja o pedido na cartinha.

img_3881

São realidades extremamente opostas a dos nossos super-protegidos rebentos. É tocante ler um humilde pedido de material escolar como presente de Natal. E é inevitável a desconcertante comparação com o abastado cotidiano dos nossos filhos maiores de 10 anos, portadores de artigos de valores surreais como X-box, iPad, Iphone, patinete elétrico, no limiar de não ver mais graça em nada e até externar aquela apatia perigosa: de quem nunca sabe o que é querer algo de verdade porque tudo é dado fácil demais.

img_3880

FAÇA PARTE

Do início até o final de Novembro, as cartas chegam nos correios. Você escolhe quantas quiser. Com um número expressivo, pode vir o convite de participar da festa na escola com o Papai Noel, quando serão distribuídos os presentes.
Imagine poder levar seu filho para testemunhar a alegria espontânea  e gratidão de crianças que não possuem um par de tenis para ir  a aula?

img_3879

Mostrar, na prática,  que  coisas prosaicas vistas como meras obrigações paternais por eles são absolutamente extraordinárias nesse  contexto.
Que dar nos torna mais felizes que receber e que a verdadeira luz do Natal é a que brilha nos olhos das crianças que acreditam em seus sonhos.

img_3877

A Verdade Despida e Crua VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

DA ESTÚPIDA SÉRIE Enigmas que Desafiam o Bom-Senso

Falta bom-senso no mundo, e quando falo mundo não me refiro apenas a uma globalização e banais generalizações das quais observamos sem nos sentirmos parte ou responsáveis. Falo das pequenas esferas cotidianas, onde todos podemos fazer mais.

Dia desses, na praia,presenciei uma cena inusitada. Vinha caminhando na Brava  e a grande quantidade de plásticos pela areia me chamou a atenção. Recolhi  o que estava ao meu alcance – tá, aí algo que não consigo entender, como as pessoas conseguem passar por cima e ignorar, como se não pertencessem a elas, não o plástico, mas o ambiente.

img_2444

Minutos depois, já deitada, observei a prefeitura chegar para fazer a limpeza, e antes que eu pudesse ficar mais aliviada, percebi que não se preocupavam com o lixo, e sim com galhos, troncos, gravetos, tirando todos esses elementos naturais que se decompõem, e deixando o que de fato não fazia parte do ecossistema.

img_2445

Quando os indaguei, disseram que são obrigados a retirar todo os troncos-todos!-  e que o lixo que gruda na restinga eles não podem mexer, pois poderiam estragá-la. E como se essa fosse uma justificativa geral para todo o lixo da praia, seguiram, fazendo um trabalho muito mais exaustivo e sem sentido ao meu ver.

Um seguir ordens sem de fato indagar o que elas realmente significam, passando a bola da preocupação para uma rede coletiva e fora da realidade.

img_2448

Claro que eventuais  madeiras perigosas e com pregos devem ser retiradas, ou dispostas mais acima, para não voltar ao mar. Mas e o pacote de fandangos ao lado do graveto, e a garrafa de vidro, não é tão perigosa quanto?Fico me perguntando, quando vamos ter empresas públicas trabalhando e sendo administradas como empresas que precisam ser competitivas, com  pessoas pro-ativas motivadas pela meritocracia.

Tudo isso pode parecer muito pequeno e corriqueiro. Mas justamente por ser desse tamanho que me assusta. Imagina só como não são resolvidos e talvez jamais serão,  os grandes problemas.

A Verdade Despida e Crua VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

Americanas PORQUE LOJAS POPULARES SÃO RELAXADAS?

410130-trincas-nas-paredes-o-que-fazer

Aniversários de amiguinhos dos filhos, amigos secretos, pedidos de doações… as incessantes demandas escolares se multiplicam no fim-de-ano.

Decido buscar algo em um lugar que gosto, uma livraria, e vou para o shopping de Itajaí. Passo em frente das Lojas Americanas e  de imediato lembro da dica do grupo das mães da escolinha do Be, sobre uma promoção de bonecas que imitam bebês e que são febre entre garotinhas.

Mesmo focada em encontrar os brinquedos, não consegui abstrair a feiúra em volta. Além dos setores se misturarem sem uma logística compreensível, a maioria dos produtos não parecia exposta,  mas displicentemente armazenada . Muitos pareciam velhos, me deparei com uma caixa de panetone que parecia sobrevivente de um apocalipse zumbi.

Observei as instalações: paredes descascadas, prateleiras de ferro dispostas de qualquer jeito atulhadas de coisas caindo, todo o ambiente padecendo de um relaxamento deprimente.

Por que não achamos errado que ditas lojas populares, as que oferecem vantagem na política de preço praticada, se apresentem ao consumidor com um aspecto negligente e descuidado? Confundimos esses valores por aqui, como se o barato tivesse que ser maquiado com falta de ordem e mediocridade para parecer que custa menos.

Em contrapartida, os poucos funcionários que encontrei foram extremamente solícitos e bem-humorados. Não sei se conseguiria manter meu otimismo trabalhando em meio a um atentado visual diário.

Me dirigi ao caixa (havia apenas 2 abertos) para descobrir:

  • compras acima de 250 podem ser parceladas sem juros.
  • não existe como empacotar presentes.
  • se alguém quiser trocar algum presente ganho, terá que levar o cupom total.
  • se você comprou mais de um presente, você(!)  tem que tirar xerox do cupom fiscal(!?)para a outra pessoa ter direito de poder realizar uma eventual troca.

O que eu esperava? Lojas Americanas não rima com presentes, nem com nada que emocione os sentidos. Mas, por que precisam ser uma agressão tácita  a eles?

Comportamento VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

DA SÉRIE TEXTOS PONTUAIS PARA ACORDAR JÁ

Achei esse texto tão pertinente, tão atual, do tipo que merece ser compartilhado em todos os espaços. E fica um pedido de auto-análise a todos pais que aqui estão: desprezo doído é estar presente mas ausente.

OS FILHOS DO QUARTO

large-6

“Antes perdíamos filhos nos rios, nos matos, nos mares, hoje temos perdido eles dentro do quarto!

Quando brincavam nos quintais ouvíamos suas vozes, escutávamos suas fantasias e ao ouvi-los, mesmo a distância, sabíamos o que se passava em suas mentes.

Quando entravam em casa não existia uma TV em cada quarto, nem dispositivos eletrônicos em suas mãos.

Hoje não escutamos suas vozes, não ouvimos seus pensamentos e fantasias, as crianças estão ali, dentro de seus quartos, e por isso pensamos estarem em segurança. Quanta imaturidade a nossa.

Agora ficam com seus fones de ouvido, trancados em seus mundos, construindo seus saberes sem que saibamos o que é…

Perdem literalmente a vida, ainda vivos em corpos, mas mortos em seus relacionamentos com seus pais, fechados num mundo global de tanta informação e estímulos, de modismos passageiros, que em nada contribuem para formação de crianças seguras e fortes para tomarem decisões moralmente corretas e de acordo com seus valores familiares.

Dentro de seus quartos perdemos os filhos pois não sabem nem mais quem são ou o que pensam suas famílias, já estão mortos de sua identidade familiar…

Se tornam uma mistura de tudo aquilo pelo qual eles tem sido influenciados e pais nem sempre já sabem o que seus filhos são.

Você hoje pode ler esse texto e amar, mandar para os amigos. Pode enxergar nele verdades e refletir. Tudo isso será excelente. Mas como Psicopedagoga tenho visto tantas famílias doentes com filhos mortos dentro do quarto, então faço você um convite e, por favor aceite!

Convido você a tirar seu filho do quarto, do tablet, do celular, do computador,  do fone de ouvido, convido você a comprar jogos de mesa, tabuleiros e ter filhos na sala, ao seu lado por no mínimo 2 dias estabelecidos na sua semana a noite (além do sábado e domingo).

E jogue, divirta-se com eles, escute as vozes, as falas, os pensamentos e tenha a grande oportunidades de tê-los vivos, “dando trabalho” e que eles aprendam a viver em família, se sintam pertencentes no lar para que não precisem se aventurar nessas brincadeiras malucas para se sentirem alguém ou terem um pouco de adrenalina que antes tinham com as brincadeiras no quintal!”

Cassiana Tardivo

A Verdade Despida e Crua VOCÊ TEM SEDE DE QUE?

ARMADILHAS de um EGO MONUMENTAL

museu-do-amanha-38

O Museu do Amanhã no Rio é, desde sua abertura, além de programa cultural incontornável, um marco arquitetônico da nova revitalização carioca.

Concebido pelo polêmico espanhol Santiago Calatrava, de obras grandiosas e esculturais, o museu ostenta todas aquelas sacadas sustentáveis sem o qual nenhum projeto atual ganha o conceito de atual.

Mas, bastou uma manhã de sábado com tempo feio, chuva inesperada e muita fila, para xingar o gênio de Calatrava. Uma obra monumental que não preveu o temperamental clima tropical. Ou para sermos mais específicos, que não dá a mínima para oferecer um abrigo da chuva. Muito pelo contrário. Caindo das crateras de sua estrutura vazada, as gotas d’água pareciam se espatifar nas nossas cabeças ainda maiores e mais intensas.

Dica da Turista Acidental:

Evite finais de semana e compre seu ingresso online, no site do museu.