EMBARQUE IMEDIATO

EMBARQUE IMEDIATO – LÍBANO

Imagens anônimas de uma viagem ao Libano ficaram impressas em minha mente, instigando descobertas de outras culturas em uma cidade limpa, planejada e misteriosa… Lembro de jogar no ar que gostaria de conhecer… e como tudo é energia, um belo dia fomos convidados para um casamento em Beirute.

Não um casamento estilo Destination Wedding, que você escolhe um lugar aleatoriamente, mas um casamento genuinamente  libanês, o que nos deixou ainda mais entusiasmados a confirmar o RSVP.

À primeira vista ruina das guerras e conflitos, mas fique atento, são apenas vestígios. O Libano te surpreende a cada instante.

 

O Líbano é surpreendente mesmo, um povo forte, que não perdeu a generosidade, conflito após conflito, e que vem se reerguendo de forma moderna e planejada sem perder as raízes e a sua história. É admirável!!

Embora nem tudo sejam flores, além  daquelas imagens alheias congeladas – hoje não a chamaria de cidade limpa – há também muita pobreza e muitas vezes a falta de um refinamento velho mundo, principalmente quanto aos detalhes, ainda assim retornaria agora. Tivemos pouco tempo para explorar, perder, encontrar e aprender. O país tem uma geografia privilegiada, lugares incríveis, inesquecíveis obras-primas da natureza.

E mesmo que o tempo tenha sido curto dessa vez, tínhamos boas dicas e fomos certeiros, abaixo nossas melhores descobertas:

**Dica V+: Beirute mudou e vem mudando muito nos últimos tempos, procure por dicas atuais, bairros inteiros se modificaram, e aquele lugar que era hype, pode nem estar mais no mapa.

Onde Ficar:

Mesmo que você queira conhecer outras regiões do Libano, a menos que seja a praia ou a estação de esqui; que talvez seja bacana passar uns dias; hospede-se em Beirute, mais cosmopolita e ponto estratégico de partida para as mais variadas atrações. No Líbano roda-se o pais em menos de um dia.

Phoenicia Hotel

 

Four Season Hotel

 

Le Gray

 

Hoje a área mais bacana é DownTown, que foi quase que completamente destruída nos últimos conflitos, e vem sofrendo intervenções mais que bem-vindas e se tornando O LUGAR. com os principais hotéis e lojas. Hospede-se nos arredores, nós ficamos no tradicional Phoenicia Hotel, com uma vista da marina de tirar o fôlego. Próximo a ele, também indicaria o, clássico e com a mesma vista. E ainda o Le Gray, mais moderninho, com vista para a Mesquita ao invés marina.

**Dica V+: Não deixe de provar os novos sabores no café da manha.

Não sei o nome dessa comida, mas ela me acompanhou em todos os cafés.

 

Onde ir em Beirute:

  • Pidgeon Rocks

A Pidgeon Rocks vale a visita, a visão é linda, fica em uma área da orla de Beirute, chamada de Corniche, o que seria considerado a Copacabana deles. Ali há vários edifícios residenciais bacanas, mais antigos, uma área que viveu glamour. Vá de taxi até lá, desça, aprecie, registre e entre no taxi de novo rumo a outras paragens.

  • Mohammad El-Amin Mosque

A mesquita fica bem no miolinho de DownTown. Aproveite e caminhe nos arredores, nas ruas entre história, presente e futuro.

  • Souks

É um shopping que só por ele já é parada obrigatória, uma construção moderna, aberta, que integra rua, lojas e até ruínas em sua área.

  • Marina

Uma volta na bela marina, um passeio para se sentir parte da cidade. Aproveite e  tome um suco de romã feito na hora, uma especialidade deliciosa. Se for próximo do almoço, pare no Pomodoro, são muitas as opções, a gente fica um pouco em dúvida , mas tentamos a sorte e ela nos sorriu, um almoço gostoso em um ambiente despretensioso e agradável, enquanto observamos a cidade se movimentar. Melhor ainda, se for uma manhã de domingo ensolarada.

Onde ir nos arredores:

**Dica V+: Para fazer os passeios bate-volta indicamos um motorista, o MOHA (+961 70 300 870), que foi uma das nossas melhores descobertas. Libaneses dirigem insanamente e não me aventuraria a alugar um carro.

  • Gruta de Jeita e Byblos

O passeio que mais gostamos foi o da Gruta de Jeita e Byblos, que podem ser feitos no mesmo dia, não perca por nada! Comece o dia pela Gruta, que é de cair o queixo de tão grandiosa e linda, provavelmente a mais linda do mundo, e daqueles lugares que não se explica, tem que ser visto. O passeio é feito a pé na parte mais alta da gruta e de barco pelo rio subterrâneo. De lá siga na direção de Byblos, nós indicamos uma parada estratégia antes para o almoço no Mhanna Sur Mer, um restaurante grandão debruçado sobre o mar, onde a falta de charme é compensada pela vista. Sente na área externa. Um pouco antes do por-do-sol siga para Byblos, a cidade mais antiga ainda habitada do mundo. Tem ruínas até da pré-história bem no meio da cidadezinha. Ela é litorânea, pequena e um charme, aprecie o por-do-sol, se perca pelas ruelinhas, e fique para um drink.

  • Baalbek

Se você tiver tempo, vá conhecer Baalbek, o passeio demora o dia todo, mas quem vai volta fascinado. Lá estão as ruínas romanas mais impressionantes do mundo.

**Dica V+: Não perca tempo com os Cedros, não conheci uma pessoa que realmente tenha gostado do passeio. É super longe, de difícil acesso e sem atrativos. Eu diria o mesmo para os vinhedos, nesse caso tem atrativo, mas acho que dependendo do tempo de viagem, vale mais conhecer Beirute melhor. Agora, se mesmo assim quiser conhecer, vá direto na Chateau Kefraya para uma degustação.

Onde comprar:

  • LE66 loja super cool Parisiense, que tem apenas uma filial fora de Paris, em Beirute.
  • Room One, vale dar uma olhada, me chamou bastante a atenção.
  • PLUM uma multimarca cheia de estilo.

Onde provar:

Dica V+: Não dei de provar a Shisha no Libano, eles são profissionais.

  • Em Sherif

Você está no Libano e nada mais justo que provar os sabores típicos no melhor restaurante tradicional da cidade, do tipo, tem que ter na lista! Só não se assuste com a quantidade de comida, é um povo farturável, e especialista em empilhamento de pratos.

  • Burgundy Wine Bar

Daqueles restaurantes que são uma experiência gastronômica: lugar pequeno, aconchegante, intimista com cozinha autoral.

  • Centrale

Esse é para marcar em uma sexta ou sábado animado!!! O restaurante tem duas áreas, uma externa para as noites quentes, onde sentamos, e uma interna moderninha. A comida francesa gostosa, não extraordinária. Se perguntando porque continua aqui na nossa seleção?! O lugar badalex, teve o prédio reformado mas manteve os tiros na fachada, em sua área interna, no teto, é possível ver um tubo preto de metal. Em uma das extremidades um elevador oval te transporta para um bar, dentro desse tubo, tá acompanhando?! O bar é hiper cool, música da melhor qualidade e drinks especiais. Para conhecer uma outra Beirute, a cosmopolita.

  • Gilt

Restaurante ao lado do Burgundy, não chegamos a provar, mas passamos em frente e ficamos na vontade, o decor é bacaninha e descolado.

  • Liza

Encontrei ele pelo decor, que simplesmente me apaixonou, então li que era uma versão mais atual da comida libanesa, e pronto estava convencida. E não podia estar mais certa, o lugar é ainda mais lindo do que nas fotos! Atendimento diferenciado, pessoas bonitas, bem vestidas. Todo aquele charme que senti falta em outros lugares da cidade. E a comida, simplesmente espetacular, de tal forma que indico tudo que provamos:

Kharouf bi khams bharat (arroz de cordeiro), Kreidiss zanjabil (camarão com gengibre, lemon e pimenta), Fattouche salada, Rakakat jebne (rolinho de queijo) e o Kebbe nayye. Só de lembrar me da vontade de voltar, esses sabores deixaram saudade e gosto de quero mais!

Deixo aqui meu muito obrigada ao casal que nos convidou para celebrar com a família o amor, dentro dos seus costumes e cultura, tão rica e festiva. Foi um prazer imenso fazer parte desse momento e conhecer o novo. 

Ah, eu peguei o buque!! E antes que você duvide, fiquei noiva três dias depois. Mas isso é para um outro Embarque Imediato, aguarde!!

 

Você Pode Gostar

Não há comentários

Deixe uma mensagem